ASPECTOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DAS DOENÇAS PERIIMPLANTERES: UM RELATO DE CASO

Autores

  • Anyelen Remigio de Gois Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão
  • Érika Feitosa Melo Meireles Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão
  • Manassés Tercio Vieira Grangeiro Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Sérgio Éberson da Silva Maia Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão
  • Ravena Pinheiro Teles Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão
  • Augusto Henrique Alves de Oliveira Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão

DOI:

https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v9i1.1810

Palavras-chave:

Diagnóstico. Implantes dentários. Osseointegração. Peri-implantite

Resumo

A peri-implantite é uma doença de resposta inflamatória aos tecidos peri-implantares de sustentação com perda de suporte ósseo. Estudos relatam que a peri-implantite se assemelha ao início e avanço da doença periodontal. O objetivo deste estudo é relatar um caso de peri-implantite com abordagem clínica e radiográfica de um paciente de 58 anos, ex-fumante, retornou 03 anos após a instalação da reabilitação, queixando-se de dor na região onde se localizavam os implantes do lado direito, gosto ruim na boca e um odor desagradável. A partir dos achados clínicos, observou-se aumento na profundidade de sondagem e  na análise radiográfica observou-se uma rarefação óssea, sugestiva de reabsorção e comprometimento do tecido peri-implantar compatíveis com os sinais de peri-implantite. A partir disso, a intervenção dada ao caso foi a remoção do implante comprometido, curetagem do tecido ósseo, e após o reparo, foi instalado um novo implante. Embora a peri-implantite se assemelhe à periodontite, as diferenças existentes entre os tecidos periodontal e peri-implantares sugerem a necessidade de um acompanhamento periódico para que ocorra a avaliação da resposta dos tecidos à instalação do implante, bem como da funcionalidade do mesmo. A identificação precoce de alterações patológicas no sítio de instalação do implante são passiveis de controle e reversão quando intervindos precocemente. A aplicação de uma terapêutica efetiva para obtenção do controle da doença peri-implantar podem ocasionar em tecidos ósseos e mucosos restabelecidos e aptos a receberem novos implantes sem prejuízo para o processo de osseointegração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manassés Tercio Vieira Grangeiro, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Odontologia Restauradora - Prótese Dentária

Ravena Pinheiro Teles, Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão

Periodontia

Augusto Henrique Alves de Oliveira, Centro Universitário Leão Sampaio - Unileão

Periodontia, Implantodontia.

Publicado

2018-06-25

Como Citar

de Gois, A. R., Meireles, Érika F. M., Grangeiro, M. T. V., Maia, S. Éberson da S., Teles, R. P., & de Oliveira, A. H. A. (2018). ASPECTOS CLÍNICOS E RADIOGRÁFICOS DAS DOENÇAS PERIIMPLANTERES: UM RELATO DE CASO. Journal of Dentistry & Public Health (inactive / Archive Only), 9(1), 40–46. https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v9i1.1810

Edição

Seção

Casos Clínicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)