Validação da escala curta de avaliação funcional do desejo sexual feminino

Gustavo Fernando Sutter Latorre, Elissa Bobsin, Lucielle Tatiana Kist, Erica Feio Carneiro Nunes

Resumo


INTRODUÇÃO: a disfunção do desejo sexual feminino é prevalente e impacta negativamente sobre a função sexual e a qualidade de vida, mas não existem escalas funcionais que levem em conta função e disfunção. OBJETIVO: construir e validar uma escala curta para avaliação funcional do desejo sexual feminino. MÉTODO: Correlação dos resultados de função do desejo sexual avaliado pelo Índice de Função Sexual Feminina (FSFI) e a nova escala funcional, em uma amostra via internet da população feminina brasileira em geral por meio do teste T de Student e o coeficiente de Spearman. Curva ROC fomentou a análise de corroboração entre os dados do domínio disfunção do desejo do FSFI com a nova escala de avaliação funcional. RESULTADOS: Metade das mulheres da amostra apresentou disfunção sexual pelo FSFI, sendo que um terço apresentou disfunção do desejo sexual. Houve boa correlação entre os resultados da nova escala e do domínio desejo sexual do FSFI, bem como boa sensibilidade e especificidade do modelo pela curva ROC. CONCLUSÃO: a nova escala curta de avaliação funcional do desejo sexual feminino com base na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde pode ser uma ferramenta útil na avaliação da função do desejo sexual feminino.


Palavras-chave


Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo. Estudos de validação. Mulheres.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i1.2724

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Gustavo Fernando Sutter Latorre, Elissa Bobsin, Lucielle Tatiana Kist, Erica Feio Carneiro Nunes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons