NOTIFICAÇÃO DOS ACIDENTES DE TRABALHO POR EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO ENTRE TRABALHADORAS DA SAÚDE

Amanda Lais de Oliveira de Moraes, Adriana Saraiva Aragão dos Santos, Kionna Oliveira Bernardes

Resumo


Objetivo: Descrever a ocorrência de acidente de trabalho por material biológico entre trabalhadoras da saúde no Brasil em 2014. Métodos: Estudo de casuística das notificações de trabalho por material biológico em mulheres disponibilizadas pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação em 2014. Foram calculadas frequências absolutas e relativas. Resultados: Foram notificados 22.361casos em todo território nacional, 48,8% no Sudeste, 23% no Sul, 15,3% no Noredeste, 6,8% no Centro Oeste e 6,1% no Norte. O perfil encontrado foi mulheres brancas de 31 a 45 anos, com ensino médio e 2,3% gestantes. A maioria possuía vínculo estável e tinham de 1 a 5 anos de trabalho. A exposição
caracterizou-se percutânea, por sangue através de administração de medicação, o agente principal foi agulha com lúmen e 71,42% eram trabalhadoras de emergências móveis. Apenas a luva aparece com boa adesão. Para o anti-HBS 29,1% dos exames foram positivos e 20,8% foram negativos, 93,1% vacinadas, 62,1% evoluíram com alta de paciente fonte negativo e 78% emitiram a comunicação de acidente de trabalho. Conclusão: A notificação ainda não é realidade no Brasil e precisa ser incentivada. Os achados permitem comparar o percentual de notificações por região do Brasil e descrever a ocorrência desses acidentes. Espera-se que o estudo contribua para alertar e informar profissionais e instituições e para estimular o investimento em ações de biossegurança.


Palavras-chave


Saúde do Trabalhador; Epidemiologia; Risco Ocupacional; Sistemas de Informação em Saúde; Saúde da Mulher.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v6i2.877

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Amanda Lais de Oliveira de Moraes, Adriana Saraiva Aragão dos Santos, Kionna Oliveira Bernardes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons