Prevalência de fraturas de platô tibial em pacientes de um hospital público do Piauí

Autores

  • Thayze Lima Batista FACULDADE UNINASSAU - REDENÇÃO
  • Jáder Luís Coêlho Fernandes Mendes
  • Francisco Valmor Macedo Cunha FACULDADE UNINASSAU - ALIANÇA

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i2.2804

Palavras-chave:

Prevalência. Fraturas. Hospital público. Fraturas de platô tibial.

Resumo

OBJETIVO: Determinar prevalência de fraturas de platô tibial em pacientes internos em um Hospital Público do Piauí. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram analisados 50 prontuários com Fraturas de Platô Tibial de Janeiro de 2017 a Janeiro de 2018. O instrumento de análise foi um questionário composto por informações relevantes, como: sexo, idade, raça, mecanismo de lesão, tipos de fratura e lado acometido, para a coleta dos dados. Para análise dos dados utilizou-se a estatística descritiva com cálculos de médias, desvio padrão e frequências absoluta e relativa. RESULTADOS: A maior incidência das fraturas foi no sexo masculino (72%). A média de idade dos pacientes foi de 38 ± 13,86 anos, vítimas principalmente de acidentes automobilísticos (66%), sendo o lado mais acometido o direito (70%) com a incidência maior de fratura oblíqua (48%). CONCLUSÃO: há maior prevalência de fraturas do platô tibial no sexo masculino, faixa etária de 19-29 anos, vítima de acidente automobilísticos, com fraturas oblíquas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Valmor Macedo Cunha, FACULDADE UNINASSAU - ALIANÇA

FISIOTERAPEUTA, MESTRE EM FARMACOLOGIA, DOUTOR EM BIOTECNOLOGIA. REALIZA PESQUISAS NA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA  E FARMACOLOGIA DE PRODUTOS NATURAIS EM MODELOS EXPERIMENTAIS DE INFLAMACAO, DOR E DOENCAS CRONICO-DEGENERATIVAS. ATUALMENTE É COORDENADOR E PROFESSOR DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE UNINASSAU- ALIANÇA E PROFESSOR DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE AESPI. MINISTRA DISILINAS DE ELETROTERMOFOTOTERAPIA, CINESIOTERAPIA, FISIOTERAPIA DO TRABALHO, CINESIOLOGIA E BIOMECANICA,  MÉTODOS E TÉCNICAS DE AVALIACAO.

Publicado

2020-04-27

Como Citar

Batista, T. L., Mendes, J. L. C. F., & Cunha, F. V. M. (2020). Prevalência de fraturas de platô tibial em pacientes de um hospital público do Piauí. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 10(2), 182–187. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i2.2804

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)