PAPILOMA VÍRUS HUMANO: CONHECIMENTO FEMININO SOBRE A PREVENÇÃO

Autores

  • Karla Cavalcante Silva de Morais Mestre em Saúde Pública pela ENSP/FIOCRUZ; Docente da Faculdade Independente do Nordeste e da Faculdade Maurício de Nassau - VCA. Especialista em Fisioterapia em Traumato-Ortopedia e Reumatologia pela Faculdade Independente do Nordeste;Especialista em Saúde Coletiva com ênfase em PSF pela Faculdade Independente do Nordeste; Bacharel em Fisioterapia pela Faculdade de Tecnologias e Ciências.
  • Juliana Barros Ferreira Mestranda em Tecnologias em Saúde pela EBMSP, Docente FAINOR, VCA/BA, BR
  • Vanessa Cruz Miranda Mestre em Saúde Pública pela ENSP/FIOCRUZ, Docente FAINOR, VCA/BA, BR
  • Albermara Leite Oliveira Graduanda em Fisioterapia pela Faculdade Independente do Nordeste

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i2.1301

Palavras-chave:

Papillomaviridae, Conhecimento, Prevenção Primária, Saúde Da Mulher

Resumo

O papiloma vírus humano, também chamado de HPV, é um vírus que se instala na pele ou nas mucosas, podendo afetar tanto homens quanto mulheres. A infecção por HPV transmitida pelo sexo, assim como outros meios de contaminação. Objetivo: Compreender o conhecimento das mulheres sobre a prevenção do Papiloma Vírus Humano.; Metodologia: O estudo se caracteriza como descritivo e exploratório, com delineamento transversal e abordagem qualitativa e quantitativa. Essa pesquisa foi realizada em uma Unidade Básica de Saúde localizada no município de Vitória da Conquista-BA. As participantes da pesquisa foram mulheres, usuárias da referida Unidade de Saúde, com idade entre 15 e 25 anos. A população foi constituída por todas as mulheres cadastradas na UBS, representando uma amostra por meio de saturação dos dados. Foi utilizado um questionário semiestruturado, formulado pela pesquisadora. O mesmo incluiu variáveis de questionamento como: idade, profissão, renda, escolaridade, raça, conhecimento sobre o significado do HPV, riscos e formas de prevenção. Resultados: Foram 20 mulheres com idade entre 15 a 24 anos. A distribuição da idade média da população foi de 19 anos ±2,84 anos, demonstrando o desconhecimento a respeito do HPV antes dos 25 anos. A análise qualitativa mostra que a maioria das participantes não tem conhecimento nenhum sobre o papiloma vírus humano. Conclusão: A minoria  das mulheres entrevistadas possuem conhecimento sobre o papiloma vírus humano, os riscos que ele pode trazer à saúde e suas formas de prevenção. O que mostra a necessidade de implementação de programas educativos e assistenciais nessa faixa etária, principalmente pelo fato da idade apresentar-se como fator de risco para a contaminação do vírus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-29

Como Citar

Cavalcante Silva de Morais, K., Barros Ferreira, J., Cruz Miranda, V., & Leite Oliveira, A. (2017). PAPILOMA VÍRUS HUMANO: CONHECIMENTO FEMININO SOBRE A PREVENÇÃO. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 7(2), 179–187. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i2.1301

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)