MORTALIDADE POR SEPTICEMIA BACTERIANA: UM ESTUDO DESCRITIVO NO PERÍODO PERINATAL

Autores

  • Samile Andrade Pires
  • Nívea Maria Silveira de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v5i1.946

Palavras-chave:

Mortalidade, Septicemia, Incidência

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar a incidência de septicemia como causa de mortalidade em menores de um ano de idade em uma cidade do interior da Bahia. Metodologia: Estudo descritivo retrospectivo, de caráter quantitativo, realizado através do Sistema de Informação sobre Mortalidade, SIM, no período de 2010 a 2014. Resultados e Discussão: Na faixa etária de 1 a 48 horas (precoce), a septicemia destaca-se como uma das causas mais prevalentes (n=12), somente atrás dos transtornos cardiovasculares (n=18). Está relacionada diretamente a fatores gestacionais e/ou periparto. Quando avaliada em indivíduos na faixa etária > 48 horas a < de um mês, a septicemia apresentou uma incidência bastante significativa (n=51), representando uma taxa de 36,7%, sendo a causa mais incidente em todos os anos analisados. Quanto ao número de óbitos, na faixa etária de 1 mês a < 1 ano, a septicemia configura-se como a principal causa (n=5). A alta incidência de sepse tardia pode ser indicador de má qualidade da assistência, não só no ambiente de UTI, mas em todo o contexto hospitalar, uma vez que está prioritariamente relacionada a fatores extrínsecos ao indivíduo e, portanto, na maioria das vezes, prevenível ou evitável. Considerações finais: Diante disso, vê-se a necessidade de discussão das práticas de medidas preveníveis de sepse durante o período perinatal, uma vez que ela foi considerada uma das principais causas de óbito, o que colabora para os índices de mortalidade infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samile Andrade Pires

Acadêmica do Curso de Enfermagem da Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR), Vitória da Conquista

Nívea Maria Silveira de Almeida

Docente do curso de Enfermagem da Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR), Vitória da Conquista

Downloads

Publicado

2016-08-26

Como Citar

Pires, S. A., & Silveira de Almeida, N. M. (2016). MORTALIDADE POR SEPTICEMIA BACTERIANA: UM ESTUDO DESCRITIVO NO PERÍODO PERINATAL. Revista Enfermagem Contemporânea, 5(1). https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v5i1.946

Edição

Seção

Artigos Originais