Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Enfermagem Contemporânea (REC) é uma publicação online vocacionada para a formação de pesquisadores de graduação e pós-graduação nas interfaces da enfermagem com a saúde coletiva. Ela oferece um fluxo de avaliação e publicação que proporciona a revisão aprofundada por pares e pareceres consubstanciados que alinham o conteúdo científico e o desenho metodológico dos estudos. Contribui assim no desenvolvimento do pesquisador, complementando a formação em sala de aula, em laboratório e em atividades de extensão.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

O artigo passará por pelo menos 2 (dois) avaliadores ad hoc (double blind review), mantendo-se o sigilo da autoria aos avaliadores. Os resultados podem ser: a) aprovação para publicação conforme original apresentado; b) aprovação mediante diligência para publicação após procedidas as alterações solicitadas; c) recusa. O resultado da avaliação é sempre comunicado ao autor, com transcrição dos comentários feitos pelos avaliadores.

Caso o autor acate as alterações sugeridas pelos avaliadores, o texto alterado será reencaminhado aos mesmos avaliadores e/ou aos editores responsáveis pela submissão para novo parecer.

Política de Avaliação por Pares Aberta: De modo a encorajar avaliações críticas, aprofundadas e transparentes na pesquisa em enfermagem, avaliações extraordinárias nestes aspectos serão consideradas como material publicável após consulta com o autor da avaliação e análise pelo nosso conselho editorial.

Para que sua avaliação seja considerada para publicação na revista, ela deve conter em, no mínimo 500 palavras, uma discussão crítica do texto avaliado, comentários relevantes sobre a evidência empírica disponível ou indisponível, ratificando a qualidade do estudo, seus pontos fortes, suas limitações e sua relevância para o estado da arte naquele tópico.

Deste modo, adicionando valor ao artigo analisado e à revista e constituindo-se em um texto independente, a avaliação poderá ser considerada apta para publicação.

 

Periodicidade

A partir de 2022, artigos aceitos passaram a ser publicados em fluxo contínuo. Os trabalhos aceitos para publicação pelos editores científicos são publicados assim que revisados e editorados. Esse processo, para cada artigo aceito, leva até quatro semanas.

A publicação de submissões recém-aceitas é interrompida em dezembro, quando o ciclo de publicação é reiniciado para o volume do ano seguinte.

 

Política de Acesso Livre

A Revista Enfermagem Contemporânea não aplica taxas de submissão, publicação ou de qualquer outra natureza, sendo um veículo científico voltado exclusivamente para o avanço da ciência.

Ao submeterem um artigo, os autores se reconhecem como detentores dos direitos autorais sobre ele e autorizam o seu livre uso pelos leitores. O conteúdo publicado poderá ser, além de lido, baixado, copiado, distribuído e impresso.

Os autores retêm os direitos autorais, cedendo à Revista Enfermagem Contemporânea apenas o direito de primeira publicação.

A Revista Enfermagem Contemporânea adota a Licença Creative Commons de Atribuição, através da qual todos são livres para copiar e redistribuir o conteúdo publicado em qualquer meio ou formato, remixá-lo, transformá-lo e construir conhecimento a partir do supracitado conteúdo para qualquer finalidade, inclusive comercial. Aos utilizadores do conteúdo é requerido que, obrigatoriamente, atribuam crédito aos autores originais.

Recomendamos aos autores que realizem o depósito de seus artigos em repositórios institucionais na versão final publicada com o link para o seu artigo na Revista Enfermagem Contemporânea.

Artigos previamente submetidos em repositórios de pré-prints podem ser submetidos para avaliação da revista e serão considerados originais.

 

Detecção de Similaridade Textual e Autoarquivamento

Com o intuito de fazer cumprir as práticas mais éticas na publicação científica e prevenir infração de direitos autorais, os artigos recebidos são analisados através da ferramenta Similarity Check, alimentada pelo software iThenticate.

Os manuscritos analisados que apresentarem altas taxas de similaridade na redação dos segmentos introdução, discussão e resultados com conteúdo previamente publicado em veículos de comunicação científica que possuam ISSN e ISBN, sem as devidas citações e referências bibliográficas, serão rejeitados.

É importante esclarecer que o depósito em repositórios e servidores institucionais não caracteriza um autoplágio. Pode configurar autoplágio o conteúdo já publicado em periódicos com ISSN ou em livros com ISBN.  Conteúdos oriundos de pesquisas desenvolvidas nas instituições acadêmicas como tese, dissertação e TCC podem e devem ser republicados em periódicos ou em livros científicos independente de terem sido postados em repositórios institucionais.

O racional para elaboração desta política está compreensivamente descrito aqui.

 

Ética em Pesquisa

 

Política de Autoria

Esta revista adota as recomendações do ICMJE para definição de autoria. 

Um autor de uma produção intelectual assume responsabilidade pública pelo seu conteúdo. É autor de um trabalho científico aquele que participou da concepção e do planejamento do projeto de pesquisa, que criou condições para seu desenvolvimento, que concorda com o texto final do relato e que é apto para defender a sua essência perante a comunidade científica.

A autoria não é garantida por participação em coleta de dados, em grupos e laboratórios de pesquisa, empréstimo de materiais e equipamentos, traduções e/ou análises estatísticas. A essência de um artigo está na interpretação dos resultados, nos seus argumentos e nas conclusões que contribuem para o avanço científico.

Cada autor deve declarar as suas contribuições na pesquisa e relato, e potenciais conflitos de interesse. 

O uso de Large Language Models (LLMs) em qualquer etapa da escrita do relato deve ser devidamente justificado e explicitado na seção de Métodos. LLMs, por definição conceitual, não podem constituir autoria científica. Os editores da revista avaliarão a pertinência do uso da respectiva ferramenta.

É proibido o acréscimo ou a retirada de autores após o início da avaliação científica da submissão.

Serão consideradas afiliações aquelas com as quais o autor mantém vínculos empregatícios para fins de ensino, pesquisa e/ou prática clínica. 

Para aqueles autores que não possuem vínculo de natureza empregatícia com instituições de ensino e/ou pesquisa, poderá ser considerado o vínculo estudantil corrente no momento da submissão. 

Autores que não possuem vínculo estudantil ou empregatício no momento da submissão devem se declarar como pesquisadores independentes.

Laboratórios, grupos de pesquisa e instituições nas quais o autor é pós-doutorando, professor visitante, livre-docente, consultor não serão considerados como afiliações para fins de publicação na revista. 

Disputas de autoria serão resolvidas pelo comitê editorial da revista de acordo com as recomendações do COPE.

Política para Submissões por Membros do Comitê Editorial: Os membros do comitê editorial podem enviar relatos de pesquisa a serem considerados para publicação após revisão por pares independentes e imparciais. No entanto, a revista poderá limitar a quantidade de submissões aceitas por editor por ano, priorizando (i) relatos empíricos metodologicamente robustos e (ii) socialmente úteis e a (iii) manutenção de uma baixa endogenia editorial.

 

Política de Versões e Retrações

Em caso de suspeita de má conduta, a situação será avaliada pelo conselho editorial da revista. A Revista Enfermagem Contemporânea seguirá as orientações do COPE para investigar as alegações.

Quando a retratação se fizer necessária, a revista seguirá as recomendações do ICMJE.

Correções de erros acidentais – sejam eles estatísticos, metodológicos ou de outra natureza – quando reportados pelos próprios autores serão publicados imediatamente.

Em ambos as situações, todas as versões serão mantidas online, propriamente identificadas como recomenda o ICMJE e com os respectivos links para versões anteriores e posteriores.

 

Política de Tradução para o Inglês

Revista Enfermagem Contemporânea publicará, a partir de maio de 2021, simultaneamente o seu conteúdo em inglês e em português.

Em caso de aceite da submissão, os autores se responsabilizam pela tradução do manuscrito para o segundo idioma em sua versão final, incluindo biografias, lista de contribuições autorais, parágrafo acerca de possíveis conflitos de interesses e referências.

 

Política de Preservação

Esta revista é preservada digitalmente na PKP Preservation Network (PKP PN) para acesso de longo prazo. Você pode saber mais sobre a PKP PN aqui.

 

Política de Patrocínio e Publicidade

A fim de evitar conflitos de interesse, como política, a Revista Enfermagem Contemporânea não aceita doações nem patrocínio de outras organizações.

A revista é totalmente subsidiada pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, com editores-chefes que são membros dessa organização e assim a revista permanecerá. Ou seja, os editores-chefes são colaboradores da BAHIANA e não serão terceirizados em nenhuma situação, mesmo no caso de publicação de números especiais e/ou temáticos na revista.

A BAHIANA é uma instituição privada de ensino superior vocacionada para as Ciências da Saúde e áreas afins, sem fins lucrativos, com sede em Salvador, Bahia, Brasil.

Não obstante, pesquisadores patrocinados pela indústria podem enviar seus relatos de pesquisa, desde que sejam metodologicamente rigorosos, adiram ao escopo e missão do periódico, cumpram as políticas de seção e as normas da revista, e que o patrocínio seja divulgado de forma completa e adequada de acordo com as recomendações do International Committee of Medical Journal Editors sobre esse tópico no momento da submissão.

 

Atualizado em 17 de abril de 2024