SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA NO CONTEXTO DA PRISÃO: VIVÊNCIAS DE PRESIDIÁRIAS DE SALVADOR-BA

Autores

  • Tânia Christiane Ferreira Bispo Universidade do Estado da Bahia
  • Carina Aleixo Dias de Oliveira Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Ezequiel Araújo Ferreira Neto Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Elisandra Rufino de Carvalho Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Nathalie Nascimento Lino Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Sara Moreira dos Santos Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v4i2.747

Palavras-chave:

Prisões, Gestantes, Saúde sexual e reprodutiva

Resumo

Com o aumento da população carcerária feminina, tendo cada vez mais as gestantes inseridas nessa realidade questiona-se de que forma essas mulheres vivenciam sua sexualidade e como se configura a saúde sexual e reprodutiva nesse contexto. O estudo objetivou compreender a vivência de gestantes e puérperas presidiárias quanto à saúde sexual e reprodutiva no contexto da prisão; traçar o perfil sexual e reprodutivo e identificar as ações e cuidados de enfermagem relacionados. Tratou-se de um estudo de campo com enfoque qualitativo com a população carcerária feminina de gestantes e puérperas de um presídio em Salvador-BA, onde foram realizadas 06 entrevistas. Através da análise de conteúdo das entrevistas foram determinadas três categorias: 1) o perfil sexual e reprodutivo das gestantes e puérperas privadas de liberdade, 2) saúde sexual e reprodutiva no contexto da prisão, 3) vivenciando a sexualidade no contexto da prisão: diferentes experiências e a questão de gênero. A saúde sexual e reprodutiva ainda é assistida de forma superficial, com pouco enfoque na sexualidade feminina, necessitando de maior envolvimento das instituições educacionais e capacitação dos profissionais para atuarem nessa realidade. A falta de regulamentação da visita íntima e de políticas públicas efetivas favorece ao não cumprimento dos direitos garantidos a essas mulheres e a relação de gênero relaciona-se de forma determinante com os direitos sexuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Christiane Ferreira Bispo, Universidade do Estado da Bahia

Enfermeira, doutora e Pós-doutora, em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA- ISC/UFBA, Mestre em Enfermagem na Atenção à saúde da Mulher, Especialista em Enfermagem Obstétrica.  Coordenadora do Grupo de pesquisa: NUPEIS- Núcleo de Pesquisa, Interfaces em Saúde da EBMSP, Salvador, Bahia, Brasil.

Carina Aleixo Dias de Oliveira, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeira, Mestranda em Tecnologia e Saúde pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil. Integrante do NUPEIS

Ezequiel Araújo Ferreira Neto, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeiro, Mestrando em Tecnologia e Saúde pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil. Integrante do NUPEIS

Elisandra Rufino de Carvalho, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeira, Mestranda em Tecnologia e Saúde pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil. Integrante do NUPEIS

Nathalie Nascimento Lino, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeiras, Especialistas em enfermagem obstétrica pela EBMSP, Salvador, Bahia, Brasil. Integrantes do NUPEIS

Sara Moreira dos Santos, Universidade do Estado da Bahia

Graduanda em Enfermagem pela Universidade do Estado da Bahia- UNEB. Salvador, Bahia, Brasil. Integrante do NUPEIS

Downloads

Publicado

2016-03-08

Como Citar

Ferreira Bispo, T. C., Aleixo Dias de Oliveira, C., Araújo Ferreira Neto, E., Rufino de Carvalho, E., Nascimento Lino, N., & Moreira dos Santos, S. (2016). SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA NO CONTEXTO DA PRISÃO: VIVÊNCIAS DE PRESIDIÁRIAS DE SALVADOR-BA. Revista Enfermagem Contemporânea, 4(2). https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v4i2.747

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)