Sífilis em gestantes no Acre: uma análise do período compreendido entre 2015 a 2020

Autores

  • Ruth Silva lima da Costa União Educacional do Norte - UNINORTE
  • Gerlane Silva Cavalcante
  • Maria Dulcilene do Nascimento Araujo de Paula
  • Natiele Silva Nascimento
  • Matilde da Silva Conceição
  • Christopher Wando da Silva Souza

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i2.3852

Palavras-chave:

Sífilis. Infecções por treponemal. Gestantes. Notificação de Doenças.

Resumo

OBJETIVO: Descrever os casos de sífilis em gestantes no estado do Acre no período compreendido entre 2015 a 2020. MÉTODO: Estudo ecológico descritivo com a utilização de dados secundários disponíveis no site do Departamento de Informações do Sistema Único de Saúde – DATASUS, tabulados a partir do TABNET. As variáveis utilizadas foram: ano de notificação, grau de instrução, faixa etária, raça/cor, classificação clínica, idade gestacional e esquema de tratamento. RESULTADOS: Foram notificados 2443 casos no período. A maioria encontrava-se na faixa etária entre 20 a 29 anos, 1146 (47%), com ensino fundamental incompleto, 677 (28%), e raça/cor parda, 1983 (81%). A doença apresentou seu pico mais elevado no ano de 2018, com a notificação de 627 (26%) casos, e uma redução partir deste ano. A maior parte foi classificada como sífilis primária 900 (37%), diagnosticadas no 1º trimestre da gravidez 876 (36%). Quanto ao esquema de tratamento, 1891 (77,4%) estavam sem informação no sistema, e a penicilina foi o antibiótico de escolha de 529 (21,7%). CONCLUSÃO: Os casos de sífilis no Acre apresentaram redução no último ano analisado, o que pode estar relacionado a baixa frequência ao pré-natal, em decorrência da pandemia de Covid-19. Foram acometidas mulheres jovens e classificadas com sífilis primária no 1º trimestre da gravidez.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ruth Silva lima da Costa, União Educacional do Norte - UNINORTE

Enfermeira, Graduada pela Universidade Federal do Acre (UFAC). Mestre em Ciências da Saúde também pela UFAC. Atua como Enfermeira na Secretaria de Estado de Saúde do Acre ( SESACRE), no cargo de Gerente da Unidade Técnica de Saúde e como Docente nos cursos de Medicina e Enfermagem da União Educacional do Norte ? UNINORTE. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Gestão e Planejamento em Saúde, Atenção Integral á Saúde da Mulher, Criança e Adolescente e Saúde Coletiva. É revisora de periódicos científicos na área de saúde coletiva. Atualmente tem se dedicado a pesquisa com potencial interesse em produtos derivados de plantas amazônicas com efeito curativo ou preventivo em doenças metabólicas e cicatrização de feridas.

Publicado

2021-08-16

Como Citar

da Costa, R. S. lima, Silva Cavalcante, G., de Paula, M. D. do N. A., Nascimento, N. S., Conceição, M. da S., & Souza, C. W. da S. (2021). Sífilis em gestantes no Acre: uma análise do período compreendido entre 2015 a 2020. Revista Enfermagem Contemporânea, 10(2). https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i2.3852

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)