Responsabilidade legal da Enfermeira Obstétrica na assistência ao parto

Autores

  • Renata Luzia Lima Costa Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Cristiane Oliveira Barbosa UFBA

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v8i2.2239

Palavras-chave:

Enfermagem Obstétrica. Legislação. Responsabilidade legal. Tocologia

Resumo

OBJETIVO: Descrever a responsabilidade legal da enfermeira obstétrica na assistência ao parto. MÉTODO: Foi realizado uma revisão integrativa de literatura, utilizando publicações disponíveis nas bases dados LILACS e MEDLINE, através da Biblioteca Virtual de Saúde, com publicação nos últimos 10 anos. RESULTADOS: A partir da leitura exaustiva dos artigos, foram delimitadas duas categorias de análise, denominadas: A legislação da enfermagem obstétrica brasileira e Responsabilidade profissional, sob o ponto de vista ético, penal e civil. CONCLUSÃO: A enfermeira obstetra precisa conhecer a legislação que rege o seu trabalho, proporcionando uma melhor assistência e delimitando seus direitos e deveres na sua jornada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Luzia Lima Costa, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeira, Especialista em UTI Adulto

Cristiane Oliveira Barbosa, UFBA

Enfermeira, Especialista em UTI Nenatal e Pediátrica

Downloads

Publicado

2019-07-23

Como Citar

Costa, R. L. L., & Barbosa, C. O. (2019). Responsabilidade legal da Enfermeira Obstétrica na assistência ao parto. Revista Enfermagem Contemporânea, 8(2), 164–171. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v8i2.2239

Edição

Seção

Estudos de Revisão: Sistemática ou Integrativa (apenas)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)