Engagement e Burnout na docência no ensino superior na área da saúde: revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2594-7907ijhe.v5i1.3395

Palavras-chave:

Engagement. Burnout. Ensino superior. Docência. Saúde.

Resumo

INTRODUÇÃO: A docência no ensino superior na área da saúde se enquadra como uma categoria profissional intensamente exposta a estressores psicossociais. Por conseguinte, os fatores atrelados ao engagement e à Síndrome de Burnout (SB) são constructos que permeiam o exercício docente. OBJETIVO: evidenciar pela revisão de literatura científica como se dá o engagement e Síndrome de Burnout na docência no ensino superior na área da saúde. MATERIAIS E MÉTODOS: A busca pelos estudos foi realizada nas bases de dados Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Web of Science e Science Direct; uma vez aplicados os critérios de inclusão e exclusão, resultaram 6 artigos. RESULTADOS: Conforme o ano de publicação, 33,3% dos  artigos foram desenvolvidos em 2017, 33% em 2013 seguidos por 17% em 2012 e em 2011 respectivamente; em se tratando dos resultados dos trabalhos selecionados, quanto à SB tem-se com maior frequência as variáveis idade, sexo, estado civil e atividades de extensão do docente; para que haja a prevenção da SB é necessário propiciar um ambiente de trabalho saudável, em que deve-se observar a amplificação de políticas, procedimentos e sistemas concebidos, de modo a fazer com que os colaboradores se tornem capazes de atingir os objetivos organizacionais e, concomitantemente, alcancem satisfação em sua ocupação profissional. CONCLUSÃO: Desta forma, conclui-se que, a partir de ambientes adequados de trabalho, estímulos ao desenvolvimento docente, relações laborais saudáveis, estrutura propícia à prática docente, e favorecimento da saúde física, mental e psíquica destes profissionais, as instituições perceberão resultados positivos no processo de ensino e aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Filadelfo Meyer, Faculdades Pequeno Príncipe Curitiba, Paraná, Brasil.


Acadêmico de Medicina da Faculdades Pequeno Príncipe
Curitiba, Paraná, Brasil.

Tamires Elisa Gehr, Faculdades Pequeno Príncipe (FPP) Curitiba, Paraná, Brasil.


Acadêmica de Enfermagem da Faculdades Pequeno Príncipe (FPP) Curitiba, Paraná, Brasil.

Letícia dos Santos Gonçalves, Faculdades Pequeno Príncipe (FPP) Curitiba, Paraná, Brasil.

Acadêmica de Enfermagem da Faculdades Pequeno Príncipe (FPP) Curitiba, Paraná, Brasil.

Juliana Ollé Mendes, Faculdades Pequeno Príncipe

Mestre em Ensino nas Ciências da Saúde. Faculdades Pequeno Príncipe Curitiba- PR

Débora Maria Vargas Makuch, Faculdades Pequeno Príncipe

Mestre em Ensino nas Ciências da Saúde. Faculdades Pequeno Príncipe Curitiba- PR

Ivete Palmira Sanson Zagonel, Faculdades Pequeno Príncipe

Doutora em Enfermagem. Docente no Programa de Ensino nas Ciências da Saúde e diretora acadêmica da Faculdades Pequeno Príncipe, Brasil.

Downloads

Publicado

2021-06-09

Como Citar

Meyer, L. F., Gehr, T. E., Gonçalves, L. dos S., Mendes, J. O., Makuch, D. M. V., & Zagonel, I. P. S. (2021). Engagement e Burnout na docência no ensino superior na área da saúde: revisão integrativa. Revista Internacional De Educação E Saúde, 5(1). https://doi.org/10.17267/2594-7907ijhe.v5i1.3395

Edição

Seção

Revisões de Literatura