Desafios da pandemia na área da Reabilitação Neuropsicológica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2022.e4108

Palavras-chave:

Reabilitação neuropsicológica, Estimulação, Pandemia

Resumo

INTRODUÇÃO: A Reabilitação Neuropsicológica (RN) pode ser definida como um processo Neuropsicológico, que visa promover uma melhor adaptação às dificuldades cognitivas e comportamentais do indivíduo. Com a pandemia, as técnicas da RN que eram realizadas de maneira exclusivamente presencial necessitaram ser adaptadas para uma forma remota. OBJETIVO: Diante disso, o objetivo do estudo foi criar um perfil no Instagram com a finalidade de divulgar, sem fins comerciais, a teoria e a prática da Reabilitação Neuropsicológica. Destaca-se que, nos dias atuais, o Instagram é a rede social mais utilizada no mundo, sendo, portanto, considerada um excelente meio de divulgação de conteúdos. METODOLOGIA: A metodologia é dividida: 1) define-se uma linha editorial dos principais conceitos acerca da RN, 2) é estabelecida um conjunto de técnicas e práticas de Reabilitação Neuropsicológica, no qual delimita-se qual função cognitiva será estimulada com aquela atividade, quais os procedimentos a serem utilizados e a qual público se destina (um dos pré-requisitos para os exercícios a serem apresentados é que sejam utilizados materiais de baixo custo e que possam ser realizados em casa), e 3) escrita dos textos e realização de vídeos utilizando a literatura científica como base. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Até o presente momento, o perfil do Instagram conta com um público prioritariamente composto por alunos e profissionais envolvidos nas temáticas de estimulação, com uma média de acessos semanais de 1802 impressões. CONCLUSÃO: acredita-se que tem sido uma importante ferramenta de divulgação e aprendizagem das técnicas e dos conceitos da área de reabilitação neuropsicológica. Isso possibilita que alunos e profissionais se tornem ainda mais qualificados para atuarem na área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Barros, A. A., Carmo, M. F. A., & Silva, R. L. (2012). A influência das redes sociais e seu papel na sociedade [La influencia de las redes sociales y su papel em la sociedad]. In Anais do Congresso Nacional Universidade, EAD e Software Livre [Actas de la Universidad del Congreso Nacional Universidade, EAD e Software Libre]. (pp. 1-7). Minas Gerais, Brasil. http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/ueadsl/article/viewFile/3031/2989.

Bôto, P., Aragão, F., Gomes, F. F., Mota M. O., & Freitas, A. A. F. (2016). Curtiu, comentou, comprou: a mídia social digital Instagram e o consumo [Me gutó, comentó, compró: la red social digital Instagram y el consumo]. Revista Ciências Administrativas, 22(1), 130-161. https://doi.org/10.5020/2318-0722.2016.v22n1p130

Casemiro, F. G., Rodrigues, I. A., Dias, J. C., Alves, L. C. S., Inouye, K., Gratão, A. C. M. (2016). Impacto da estimulação cognitiva sobre a depressão, ansiedade, cognição e capacidade funcional em adultos e idosos de uma universidade aberta da terceira idade [Impacto de la estimulación cognitiva en la depresión, ansiedade, cognición y capacidade funcional em adultos y adultos mayores em uma universidad aberta para adultos mayores]. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19(4), 683-694. https://doi.org/10.1590/1809-98232016019.150214

Deslandes, S. F. & Coutinho, T. (2020). O uso intensivo da internet por crianças e adolescentes no contexto da COVID-19 e os riscos para violências auto infligidas [El uso intensivo de la internet por niños, niñas y adolescentes en el contexto del COVID-1 y los riesgos de violência autoinfligida]. Ciência & Saúde Coletiva, 25(1), 2479-2486. https://doi.org/10.1590/1413-81232020256.1.11472020

Galhardi, C. P., Freire, N. P., Minayo, M. C. S., & Fagundes, M. C. M. (2020). Fato ou Fake? Uma análise da desinformação frente à pandemia da Covid-19 no Brasil [¿Hecho o falso? Un análisis de la desinformación frente a la pandemia de Covid-19 en Brasil]. Ciência & Saúde Coletiva, 25(2), 4201-4210.https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.28922020.

Gil, G., Busse, A. L., Shoji, F. T., Martinelli, P. D., & Mercadante, E. F. (2015). Efeitos de um programa de estimulação cognitiva multidisciplinar intergeracional [Efectos de um programa de estimulación cognitiva multidisciplinar intergeracional]. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 18(3), 533-543. https://doi.org/10.1590/1809-9823.2015.14165

Izquierdo, I. (2006). Questões sobre memória [Preguntas de memoria]. Unisinos.

Jornal ABC Repórter. (2021, 15 de abril). Brasil é o terceiro país com mais usuários ativos no Instagram em 2021 [Brasil es el tecer país com más usuários activos em Instagram em 2021]. https://abcreporter.com.br/2021/04/15/brasil-e-o-3o-pais-com-mais-usuarios-ativos-no-instagram-em-2021.

Malavé, M. (2020). O papel das redes sociais durante a pandemia [El papel de las redes sociales durante la pandemia]. IFF/Fiocruz.: http://157.86.6.63/index.php/8-noticias/675-papel-redes-sociais.

Malloy-Diniz, L. F., Mattos, P., Abreu, N., & Fuentes, D. (2016). O exame neuropsicológico: o que é e para que serve? [El examén neuropsicológico: ¿Qué es y para qué sirve?]. In: L. F. Malloy-Diniz, P. Mattos, N. Abreu, & D. Fuentes (Orgs.), Neuropsicologia: aplicações clínicas [Neuropsicología: aplicaciones clínicas] (pp. 27-40). Artmed.

Malta, D. C., Szwarcwald, C. L., Barros, M. B. A., Gomes, C. S., Machado, I. E., Souza Júnior, P. R. B. S., Romero, D. E., Lima, M. G., Damacena, G. N., Pina, M. F., Freitas, M. I. F., Werneck, A. O., Silva, D. R. P., Azevedo, L. O., Gracie, R.(2020). A pandemia da COVID-19 e as mudanças no estilo de vida dos brasileiros adultos: um estudo transversal [La pandemia de COVID-19 y los câmbios em el estilo de vida de los adultos brasileños: un estúdio transversal]. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 29(4), e2020407. https://doi.org/10.1590/S1679-49742020000400026

Mello, T. F. H., Garcia, S. F. A., & Bighetti, H. B. (2020). A influência do gênero e da frequência no uso do Instagram [La influencia del género y la frecuenciaen el uso de Instagram]. In: 13º Congresso Latino-Americano de Varejo e Consumo [13º Congresso Latinoamericano de Retail y Consumo]. http://bibliotecadigital.fgv.br/ocs/index.php/clav/clav2020/paper/view/7372

Mendonça, L. I. Z., & Azambuja, D. (2014). Neuropsicologia no Brasil [Neuropsicologia em Brasil]. In: D. Fuentes, L. F. Malloy-Diniz, C. H. P. Camargo, & R. M. Cosenza (Orgs.), Neuropsicologia: teoria e prática [Neuropsicología: teoría y práctica] (pp. 409-426). Artmed.

Menezes, J. A., Botelho S. S., Silva, R. A., Santos, A. C. H., Leão, D. S. S., Canales, V. F., Silva, H. L., Silva, I. N. F., Santos, B. V. (2020). La narración de historias em instagram como tecnología ligera en tiempos de pandemia intensa [Narración de historias en Instagram a medida que la tecnologia se enciende em tempos de pandemia intensa]. Psicologia & Sociedade, 32(1), e020012. https://doi.org/10.1590/1807-0310/2020v32240330.

Miotto, E. C. (2020). Conceitos Fundamentais, História, Modelos Teóricos em Reabilitação Neuropsicológica e Planejamento de Metas [Conceptos Fundamentales, Historia, Modelos Teóricos em Rehabilitación Neuropsicológica y Planificación de Metas]. In: E.C. Miotto (Org.), Reabilitação Neuropsicológica e Intervenções Comportamentais [Rehabilitación neuropsicológica e intervenciones conductuales] (pp. 3-11). Roca.

Mograbi, D. C., Mograbi, G. J. C., & Landeira-Fernandez, J. (2014). Aspectos históricos da neuropsicologia e o problema mente-cérebro [Aspectos históricos de la neuropsicología y el problema mente-cerebro]. In: D. Fuentes, L. F. Malloy-Diniz, C. H. P. Neuropsicologia Teoria e Prática [Neuropsicología Teoria y Práctica]. 2ºed. Artmed.

Navas, A. L. G. P., Berti, L., Trindade, E. R., & Lunardelo, P. P. (2020). Divulgação científica como forma de compartilhar conhecimento [La divulgación científica como forma de compartir el conocimiento]. Rev. Codas, 32(2), 1-3. https://doi.org/10.1590/2317-1782/20192019044

Noal, D. S., & Damásio, F. (Coords.). (2020). Saúde mental e atenção psicossocial na pandemia COVID-19: recomendações aos trabalhadores e cuidadores de idosos [Salud mental y atención psicossocial em la pandemia de COVID-19: recomendaciones para trabajadoresy cuidadores de adultos mayores]. Fiocruz/CEPEDES. https://profsaude-abrasco.fiocruz.br/sites/default/files/publicacoes/cartilha_idoso_1.pdf

Piovezan, E. B. (2012). A relevância da reserva cognitiva no processo reabilitador [La relevância de la reserva cognitivaen el processo de rehabilitación]. In: J. Abrisqueta-Gomez (Org.), Reabilitação Neuropsicológica: Abordagem interdisciplinar e modelos conceituais na prática clínica [Rehabilitación Neuropsicológica: enfoque interdisciplinario y modelos conceptuales en la práctica clínica] (pp. 78-86). Artmed.

Piza, M. V. (2012). O fenômeno Instagram: Considerações sob a perspectiva tecnológica [El fenómeno Instagram: consideraciones desde uma perspectiva tecnológica]. [Trabalho de conclusão de curso de graduação, Universidade de Brasília]. Biblioteca Digital Da Produção Intelectual Discente da UNB. https://bdm.unb.br/handle/10483/3243

Pontes, L. M. M., & Hübner M. M. C. (2008). A reabilitação neuropsicológica sob a ótica da psicologia comportamental [La rehabilitación neuropsicológica desde la perspectiva de la psicologia del comportamiento]. Arch. Clin. Psychiatry, 35(1), 6-12. https://doi.org/10.1590/S0101-60832008000100002

Porto, B. R. (2018). Uso do Instagram na produção de conteúdos pedagógicos, informação e leitura [Uso de Instagram em la producción de contenidos pedagógicos, informativos y de lectura]. [Trabalho de Conclusão de Curso de Especialização, Universidade Federal de Santa Catarina]. Repositório Institucional UFSC. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/201075.

Ribeiro, M. P., & Moscon, D. (2018). Reflexões sobre o uso do instagram na contemporaneidade [Reflexiones sobre el usode Instagramen el mundo contemporáneo]. In XVII SEPA, UNIFACS. Bahia, Brasil. https://revistas.unifacs.br/index.php/sepa/article/view/5576.

Takase, E. (2005). Neurociência do esporte e do exercício [Neurociencia del desporte y el ejercicio]. Revista Neurociências, 2(5), 1-7. http://www.educacaocerebral.com/soft/takase.pdf

Viana, D. M. (2020). Atendimento psicológico online no contexto da pandemia por Covid-19 [Atención psicológica em líneaen el contextode la pandemia del Covid-19]. Cadernos ESP, 14(1), 74-79. https://cadernos.esp.ce.gov.br/index.php/cadernos/article/view/399#:~:text=A%20metodologia%20consistiu%20na%20an%C3%A1lise,isolamento%20social%20imposto%20pela%20pandemia.

Publicado

2022-11-24

Como Citar

Cruz, R. N. da ., Magalhães, F. L. B. ., Menezes, A. C. de O. ., Silva, G. S. ., Santos, F. R. C. ., & Oliveira, C. S. . (2022). Desafios da pandemia na área da Reabilitação Neuropsicológica. Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 11, e4108. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.2022.e4108

Edição

Seção

Práxis