Índices de depressão, ansiedade e estresse entre estudantes de enfermagem e medicina do Acre

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v10i1.3374

Palavras-chave:

Saúde Mental. Estresse psicológico. Ansiedade. Depressão.

Resumo

INTRODUÇÃO: Atualmente existe uma grande preocupação da sociedade, quanto ao aumento do número de estudantes com sintomas de depressão, ansiedade e estresse, principalmente dentro das universidades, devido a vários fatores e dentre eles destacam-se a sobrecarga de estudos e a necessidade de adoção de um novo estilo de vida. OBJETIVOS: O presente artigo buscou evidenciar índices de depressão, ansiedade e estresse entre estudantes dos cursos de enfermagem e medicina de um centro universitário do Acre. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, descritivo e de abordagem quantitativa, desenvolvido junto a 80 alunos dos cursos de medicina e enfermagem. RESULTADOS: A maioria dos estudantes pertenciam ao sexo feminino, eram solteiros, procedentes do Acre, residiam com outras pessoas, nunca tinham realizado psicoterapia e nem tratamento psiquiátrico. Também não faziam uso de medicamentos para melhorar o desempenho acadêmico. Quanto as médias de sintomas de depressão, ansiedade e estresse entre os acadêmicos avaliados, os do curso de enfermagem apresentaram a maior média de sintomas de depressão e ansiedade e os do curso de medicina mais sintomas de estresse. Quando comparados por semestres, os estudantes do primeiro semestre de enfermagem apresentaram mais sintomas depressão e ansiedade e os do oitavo semestre de medicina, apresentaram mais estresse. CONCLUSÃO: A saúde mental dos estudantes pode encontra-se em risco, o que evidencia a necessidade de implementação de um projeto político-pedagógico pela instituição de ensino, voltado para essa temática, apresentando estratégias para o enfrentamento dessa realidade, que vise o bem-estar dessa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ruth Silva Lima da Costa, Centro Universitário Uninorte

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal do Acre (UFAC); Especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde (UFAC) e em Educação Profissional na Área da Saúde: Enfermagem (ENSP/FIOCRUZ). Mestre em Ciências da Saúde (UFAC). Atua como enfermeira na diretoria de gestão de projetos da Secretaria de Estado de Saúde do Acre e como docente nos cursos de Medicina e Enfermagem do Centro Universitário Uninorte. Tem experiência na área de Gestão e Planejamento em Saúde, Atenção á Saúde da Criança e Adolescente e Atenção Primária em Saúde. É revisora de periódicos científicos e membra de comitê de ética em pesquisa. Atualmente tem se dedicado a pesquisa com potencial interesse em produtos derivados de plantas amazônicas, e também voltadas para saúde coletiva com ênfase nas condições crônicas , além da atenção integral à saúde da criança e adolescente e sistematização da assistência de enfermagem.

Downloads

Publicado

2021-02-12

Como Citar

Santiago, M. B., Braga, O. S., da Silva, P. R., Capelli, V. M. R., & da Costa, R. S. L. (2021). Índices de depressão, ansiedade e estresse entre estudantes de enfermagem e medicina do Acre. Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 10(1), 73–84. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v10i1.3374

Edição

Seção

Artigos Originais