PERSONALIDADE DAS MÃES E GRAVIDADE DE SINTOMAS DE TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO NOS FILHOS

Autores

  • Lara Araújo Roseira Cannone BAHIANA
  • Ananda Evelin Genonádio da Silva Menezes UFBA
  • Lucas Almeida Santana Rocha Acadêmico de Medicina na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, bolsista iniciação científica do LABIRINTO FAPESB/PIBIC (BOL0369/2014).
  • Saulo Leal Merelles Psiquiatra da Infância e Adolescência. Centro Especializado em Reabilitação, Obras Sociais Irmã Dulce (CER IV OSID)
  • Maria Thereza Ávila Dantas Coelho UFBA
  • Milena Pereira Pondé Escola Bahiana de Medicina e saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i2.1197

Palavras-chave:

transtorno do espectro do autismo, personalidade, pais

Resumo

Introdução: Estudo prévio indica que a gravidade dos sintomas de TEA nos filhos parece estar positivamente associada com a gravidade dos sintomas de depressão e ansiedade de pais de crianças com TEA. Esse estudo tem como objetivo analisar a associação entre traços de personalidade das mães e gravidade dos sintomas de TEA nos filhos. Metodologia: a amostra do estudo foi selecionada entre pais de crianças diagnosticadas com autismo em instituições de atendimento a pessoas com TEA. As crianças foram diagnosticadas por profissionais da psiquiatria, segundo os critérios do DSM-5. No total foram incluídas 54 mães. O instrumento utilizado para avaliar os traços de personalidade das mães foi o Inventário Fatorial de Personalidade (IFP). Resultados: alguns traços de personalidade se apresentaram de forma diferentes em mães de crianças com TEA Leve em relação a mães de crianças de sintomas de TEA Moderado ou Grave, especificamente intercepção, deferência, desempenho, exibição, autonomia e ordem. Os traços de assistência, afago, afiliação, agressão e mudança apresentaram baixa expressão em ambos os grupos. O traço de persistência foi o que apresentou maior prevalência de escores elevados nos dois grupos. Conclusão: Apesar de ser um estudo preliminar, com amostra pequena e sem grupo de comparação, este estudo pode servir como indicador para pesquisas futuras com populações maiores que possam esclarecer de forma mais confiável a associação entre traços de personalidade das mães e gravidade dos sintomas nos filhos com diagnóstico de TEA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lara Araújo Roseira Cannone, BAHIANA

Acadêmica de Psicologia, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Bolsista Iniciação Científica do LABIRINTO FAPESB/PIBIC.

Ananda Evelin Genonádio da Silva Menezes, UFBA

Acadêmica de Psicologia, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Bolsista Iniciação Científica do LABIRINTO FAPESB/PIBIC.

Lucas Almeida Santana Rocha, Acadêmico de Medicina na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, bolsista iniciação científica do LABIRINTO FAPESB/PIBIC (BOL0369/2014).

Acadêmico de Medicina Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, bolsista iniciação científica do LABIRINTO FAPESB/PIBIC (BOL0369/2014).

Saulo Leal Merelles, Psiquiatra da Infância e Adolescência. Centro Especializado em Reabilitação, Obras Sociais Irmã Dulce (CER IV OSID)

Psiquiatra da Infância e Adolescência. Centro Especializado em Reabilitação, Obras Sociais Irmã Dulce (CER IV OSID)

Maria Thereza Ávila Dantas Coelho, UFBA

PhD, Psicóloga, Professora Adjunta UFBA

Downloads

Publicado

2017-05-31

Como Citar

Cannone, L. A. R., Menezes, A. E. G. da S., Rocha, L. A. S., Merelles, S. L., Coelho, M. T. Ávila D., & Pondé, M. P. (2017). PERSONALIDADE DAS MÃES E GRAVIDADE DE SINTOMAS DE TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO NOS FILHOS. Revista Psicologia, Diversidade E Saúde, 6(2), 66–73. https://doi.org/10.17267/2317-3394rpds.v6i2.1197

Edição

Seção

Artigos Originais