INFLUÊNCIA DOS ENXAGUATÓRIOS BUCAIS NA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE UMA RESINA COMPOSTA

Autores

  • Gabriela Sampaio Aragão Universidade Federal da Bahia
  • Renata Martins Falcão Universidade Federal da Bahia
  • Íris Durães Professora do Núcleo de Clínica Integrada de Atenção Básica da União Metropolitana de Educação e Cultura - UNIME
  • Rebeca Barroso Bezerra

DOI:

https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v7i4.936

Palavras-chave:

Antissépticos bucais, resinas compostas, placa dentária

Resumo

A lisura superficial é uma importante característica do material restaurador. Dessa forma, a resina composta deve apresentar níveis de rugosidade baixos para dificultar a retenção de biofilme dental. A alteração da superfície das restaurações de resina composta pode estar associada às bebidas e alimentos ácidos, aos componentes da saliva, aos métodos de acabamento e polimento, assim como a ação de agentes clareadores, enxaguatórios e fluoretos. Objetivo: Avaliar o efeito de enxaguatórios bucais na rugosidade superficial de uma resina composta nanoparticulada por meio de uma avaliação quantitativa. Materiais e Métodos: Foram confeccionados 48 corpos de prova com a resina composta FiltekTM Z350 XT, divididos em 4 grupos (n=12): água destilada, Colgate® Plax, Oral B® e Listerine®. Para a confecção dos corpos de prova utilizou-se uma matriz retangular com perfurações, cada uma medindo 0,8cm de diâmetro interno por 0,2cm de espessura. Os corpos de prova foram imersos em 50ml de uma dessas substâncias, por 12 horas, equivalente a um ano de uso diário da solução por 2 minutos. Em seguida, foram armazenados em água destilada até a leitura no rugosímetro. Os dados encontrados foram tratados estatisticamente pelos testes de ANOVA e Tukey, com nível de significância de 95%. Resultados: Foi observada diferença estatisticamente relevante entre o grupo controle e o Listerine® (p= 0,03). Ao comparar as médias de rugosidade das diferentes marcas de enxaguatórios, não houve diferença estatisticamente significante (p > 0,05). Conclusões: Dentre os enxaguatórios bucais testados, apenas o Listerine® provocou aumento estatisticamente significante na rugosidade superficial da resina composta utilizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Sampaio Aragão, Universidade Federal da Bahia

Acadêmica de Odontologia da Universidade Federal da Bahia

Renata Martins Falcão, Universidade Federal da Bahia

Acadêmica de Odontologia da Universidade Federal da Bahia

Rebeca Barroso Bezerra

Doutora em Odontologia pela USP. Professora na Universidade Federal da Bahia.

Downloads

Publicado

2016-12-20

Como Citar

Aragão, G. S., Falcão, R. M., Durães, Íris, & Bezerra, R. B. (2016). INFLUÊNCIA DOS ENXAGUATÓRIOS BUCAIS NA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE UMA RESINA COMPOSTA. Journal of Dentistry & Public Health (inactive / Archive Only), 7(4). https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v7i4.936

Edição

Seção

Artigos Originais