Percepção de pacientes oncológicos infanto-juvenis, profissionais de saúde e familiares sobre o adoecimento - revisão sistemática

Autores

  • Íris Borges Brito Mota Aluna do curso de graduação em Odontologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Alena Peixoto Medrado Professora Adjunto do Curso de Odontologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v11i1.2806

Palavras-chave:

Neoplasia. Paciente pediátrico. Percepção. Adolescente.

Resumo

Compreender o real significado do universo de sentimentos vivenciados pelo paciente oncológico pediátrico-juvenil torna-se um desafio para a equipe multidisciplinar em saúde. Este estudo objetivou proporcionar um melhor entendimento sobre a forma como as crianças e adolescentes com câncer compreendem a doença, o cuidado por parte dos profissionais de saúde, a convivência com a equipe hospitalar e a sua relação com os familiares envolvidos neste processo. Tratou-se de uma revisão sistemática da literatura que incluiu estudos qualiquantitativos publicados entre 2014 e 2018, em inglês e português, os quais foram selecionados a partir das bases de dados PUBMED, Scielo, BDENF. Um total de 599 artigos foram encontrados, dos quais 5 foram selecionados por atenderem aos critérios de inclusão estabelecidos. Observou-se que todos os estudos foram realizados em seres humanos, contemplando 281 crianças, adolescentes, seus pais e profissionais de saúde, abordando suas percepções e experiências durante o tratamento do câncer. Constatou-se que o diagnóstico do câncer repercute de maneira diferenciada para cada paciente e via de regra, relaciona-se a sentimentos negativos, como medo, ansiedade e depressão. O maior desafio citado pelos pacientes foi a sua reintegração às atividades cotidianas. Foi relatado pelos pais e profissionais de saúde que as crianças apresentam alto grau de sofrimento, o qual é compartilhado pela família, cuidadores e profissionais de saúde. A realização deste estudo possibilitou uma melhor compreensão do cotidiano destas crianças e adolescentes, a forma como elas se relacionam com os profissionais de saúde e com sua família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Íris Borges Brito Mota, Aluna do curso de graduação em Odontologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Bolsista PIBIC- FAPESB

Alena Peixoto Medrado, Professora Adjunto do Curso de Odontologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Graduação em Odontologia pela Universidade Federal da Bahia, mestrado e doutorado em Patologia Humana e pós-doutorado desenvolvido no Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz, pela Fundação Oswaldo Cruz/ UFBA. Professora adjunto da Universidade Federal da Bahia e da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Coeditora da Revista Bahiana de Odontologia.

Downloads

Publicado

2020-06-02

Como Citar

Mota, Íris B. B., & Medrado, A. P. (2020). Percepção de pacientes oncológicos infanto-juvenis, profissionais de saúde e familiares sobre o adoecimento - revisão sistemática. Journal of Dentistry & Public Health (inactive / Archive Only), 11(1), 33–43. https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v11i1.2806

Edição

Seção

Revisões de Literatura

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>