Avaliação da prescrição de antimicrobianos para tratamento de urgência endodôntica

Autores

  • Victória Rafaela Sant'Anna Leal Graduanda pela Faculdade Independente do Nordeste – FAINOR, Vitória da Conquista, Bahia, Brasil realizou: - coleta de dados e escrita do artigo http://orcid.org/0000-0003-4399-7421
  • Lara Correia Pereira Professora da Faculdade Independente do Nordeste – FAINOR, Vitória da Conquista, Bahia, Brasil realizou: - desenho do estudo e escrita do artigo http://orcid.org/0000-0002-5529-9260
  • Gabriela Botelho Martins Instituto de Ciências da Saúde/ Universidade Federal da Bahia – ICS/UFBA, Salvador, Bahia, Brasil. realizou: - escrita do artigo e revisão final http://orcid.org/0000-0002-0917-4598
  • Luisa Soares Santino Correia Professora da Faculdade Independente do Nordeste – FAINOR, Vitória da Conquista, Bahia, Brasil realizou: - orientadora do artigo, desenho do estudo e escrita do artigo http://orcid.org/0000-0002-5704-1044

DOI:

https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v9i3.2042

Palavras-chave:

Prescrição antimicrobianos. Endodontia

Resumo

Introdução: O uso de medicamentos em Odontologia tem por finalidade cessar a dor e prevenir a instalação ou a disseminação do processo infeccioso e inflamatório do paciente. Objetivo: Avaliar a prescrição de antimicrobianos para os casos mais comuns de urgência endodôntica. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo de corte transversal, com  amostra constituida de 209 cirurgiões-dentistas atuantes na cidade de Vitória da Conquista. Utilizou-se um questionário que abordou o tratamento de urgência endodôntica e informações sobre o uso de medicamentos nesses casos. Os dados foram tabulados e analisados no IBM SPPP Statistics para Windows, e comparados pelo teste qui-quadrado e teste exato de Fisher. Resultados: A maior parte da amostra possui atividade profissional entre 5 e 10 anos. Destes, 49,3% responderam que para casos de pulpite aguda indicaria pulpectomia associada à medicação intracanal. A pulpectomia associada a analgésicos e antibióticos para casos de periodontite apical aguda seria indicada por 35,9%. Nos casos de tratamento de abcesso apical agudo, 70,8% indicariam drenagem e antibióticos. Ainda, 56% dos entrevistados responderam que o tratamento do canal radicular seria o mais indicado para dentes com lesão periapical. Conclusão: A prescrição de antimicrobianos por parte dos profissionais entrevistados diante de casos de urgências endodônticas foi elevada, ocorrendo 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-26

Como Citar

Leal, V. R. S., Pereira, L. C., Martins, G. B., & Correia, L. S. S. (2018). Avaliação da prescrição de antimicrobianos para tratamento de urgência endodôntica. Journal of Dentistry & Public Health (inactive / Archive Only), 9(3), 187–194. https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v9i3.2042

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)