Tratamento precoce da má oclusão de classe III – revisão de literatura

Autores

  • Letícia Plícila Barbosa Magalhães Ramadan Especialista em Ortodontia pelo Núcleo de Estudo e Aperfeiçoamento em Odontologia (NEAO).
  • Milton Santamaria Júnior Professor Doutor do Centro Universitário Herminio Ometto de Araras , Brasil

DOI:

https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v9i3.1843

Palavras-chave:

Má Oclusão de Angle Classe III, Dentição primária, Dentição mista, Tratamento.

Resumo

A má oclusão Classe III de Angle é vista em ortodontia como de difícil resolução devido ao fator genético que a acompanha, sendo causada pela discrepância das bases ósseas maxilar e mandibular, o que leva a prejuízos estéticos e funcionais. Após a realização do tratamento precoce de acordo com a técnica e recursos escolhidos pelo profissional responsável, a afirmação do sucesso da terapêutica só pode, ainda, ser dada após o término do crescimento do paciente. O objetivo deste trabalho foi descrever de forma generalizada variedades de tratamento que podem ser executadas para amenizar o problema ainda na tenra idade, em dentição primária ou mista, além de apresentar aos profissionais que têm o primeiro contato com essa criança, a visão que devem ter a respeito da importância do tratamento precoce.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Plícila Barbosa Magalhães Ramadan, Especialista em Ortodontia pelo Núcleo de Estudo e Aperfeiçoamento em Odontologia (NEAO).

Especialista em Ortodontia. NEAO, João Pessoa - Paraíba.

Milton Santamaria Júnior, Professor Doutor do Centro Universitário Herminio Ometto de Araras , Brasil

Doutorado em Patologia Bucal pela Faculdade de Odontologia de Bauru - USP, São Paulo - Brasil.

Downloads

Publicado

2018-08-03

Como Citar

Ramadan, L. P. B. M., & Santamaria Júnior, M. (2018). Tratamento precoce da má oclusão de classe III – revisão de literatura. Journal of Dentistry & Public Health (inactive / Archive Only), 9(3), 220–226. https://doi.org/10.17267/2596-3368dentistry.v9i3.1843

Edição

Seção

Revisões de Literatura

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)