FORTALECIMENTO MUSCULAR EM PACIENTES COM HTLV-I E SUA INFLUÊNCIA NO DESEMPENHO FUNCIONAL: UM ESTUDO PILOTO

Ismail Figueiredo Neto, Raphaella Pereira Mendonça, Clício Alves Nascimento, Selena Márcia Dubois Mendes, Kátia Nunes Sá

Resumo


Introdução: O vírus linfotrópico de células T Humano do tipo I (HTLV-I)é um retrovírus que pode ocasionar complicações importantes no desempenho funcional, podendo desenvolver a paraparesia espástica tropical/mielopatia (PET/MAH) associada ao HTLV-I, doença desmielinizante, crônica e progressiva que leva à alterações motoras importantes levando a quadros de independências e incapacidades. Objetivo: Avaliar o impacto de um programa de fortalecimento muscular em atividades terapêuticas no desempenho funcional de pacientes com PET/MAH.  Métodos: Estudo intervencional e analítico, utilizando a aplicação de um protocolo de tratamento com fortalecimento muscular voltados para atividades funcionais, e os participantes foram avaliados antes e depois do tratamento através da Medida de independência funcional (MIF), Time Up and Go (TUG), teste de marcha cronometrado (TMC) e Make test. Os exercícios foram realizados 3 vezes na semana durante 8 semanas consecutivas. Para análise dos resultados obtidos antes e depois do tratamento utilizou o Teste t Student pareado (p<0,05). Resultados: Foram selecionados 10 indivíduos com PET/MAH com média de idade de 45,4 anos, a maioria do sexo feminino (70%), com 30% dos pacientes utilizando dispositivo auxiliar para a marcha. Houve melhora significante de todas as medidas de avaliação, exceto para o make test realizado para a flexão do joelho direito. Conclusão: O fortalecimento muscular em atividades terapêuticas revelou uma melhora uma melhora no desempenho funcional dessa população após 8 semanas de tratamento.


Palavras-chave


Vírus Linfotrópico de Células T Humanas Tipo 1; Paraparesia Espástica Tropical; Força Muscular; Hemiplegia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i2.96

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons