EFEITOS DO TREINO DE ENDURANCE E DE FORÇA EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA: UM ESTUDO DE REVISÃO

Autores

  • Alana Oliveira Mangabeira
  • Luciana Bilitário Macedo

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i2.95

Palavras-chave:

Doença pulmonar obstrutiva crônica, Força muscular, Dispnéia.

Resumo

Introdução: A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma enfermidade crônica (causada principalmente pelo tabagismo) que se caracteriza pela obstrução não totalmente reversível do fluxo aéreo. Os pacientes podem apresentar dispnéia, intolerância ao exercício e mudanças na percepção da qualidade de vida.  Estas manifestações melhoram discretamente com terapias clínicas, porém, o condicionamento físico realizado a partir de treinamentos para endurance e força parece fundamental visto que otimiza a condição cardiorrespiratória e musculoesquelética, diminui a sintomatologia e aumenta a capacidade para o exercício. Objetivo: Buscar evidências sobre a influência destes treinos direcionados para a musculatura periférica e seu impacto na dispnéia, tolerância ao esforço e na qualidade de vida desta população. Metodologia: Trata-se de uma revisão de atualização de tema. Utilizaram-se livros e artigos (publicados entre 2000 e 2011) nas bibliotecas virtuais Lilacs; Scielo; Bireme; PubMed; e MedLine coletados entre setembro a novembro de 2011. Resultados: Foram encontrados seis artigos (publicados entre 2001 a 2010) que demonstraram benefícios dos treinos com freqüência mínima de 2 a 3 vezes/semana durante um período mínimo de seis semanas, sobre as variáveis, principalmente no estadiamento moderado e grave da DPOC. Conclusão: O tratamento para pacientes com DPOC deve englobar, além do tratamento conservador, treinos aeróbicos e anaeróbicos dos músculos periféricos, sendo necessários estudos cujos protocolos sejam definidos por volume e intensidade de treinamento. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alana Oliveira Mangabeira

Fisioterapeuta graduada pela Escola
Bahiana de Medicina e Saúde Pública.
Membro do Grupo de Pesquisa em
Fisioterapia Cardiovascular e
Respiratória da Bahiana.

Luciana Bilitário Macedo

Fisioterapeuta, mestre em Medicina e
Saúde Humana, docente da Escola
Bahiana de Medicina e Saúde Pública e
da Universidade do Estado da Bahia.
Membro do Grupo de Pesquisa em
Fisioterapia Cardiovascular e
Respiratória da Bahiana.

Downloads

Publicado

2013-01-23

Como Citar

Oliveira Mangabeira, A., & Bilitário Macedo, L. (2013). EFEITOS DO TREINO DE ENDURANCE E DE FORÇA EM PACIENTES COM DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA: UM ESTUDO DE REVISÃO. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 2(2). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i2.95

Edição

Seção

Revisões de Literatura

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)