ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE LESÕES NAS MÃOS DE GOLEIROS DO SEXO MASCULINO E FEMININO E O IMPACTO NO DESEMPENHO DA FORÇA DE PREENSÃO MANUAL E SENSIBILIDADE CUTÂNEA.

Autores

  • Denise Loureiro Vianna Universidade Presbiteriana Mackenzie e Universidade Paulista
  • Enrico Ibanhes Ciochetti
  • Aline Lopes Gomes Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Susi Souza Fernandes Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v6i3.934

Palavras-chave:

Futebol, Mão, Lesão esportiva

Resumo

As mãos podem sofrer lesões nas diversas modalidades esportivas, em especial os goleiros de futebol. A presença de traumas nas mãos podem comprometer o sistema musculoesquelético e consequentemente a funcionalidade. Objetivo: Investigar a ocorrência de lesões nas mãos de goleiros de futebol de salão de ambos os sexos, a correlação com o tempo de atuação e o desempenho da força de preensão manual e sensibilidade cutânea. Metodologia: Participaram da pesquisa 48 sujeitos, 24 goleiros e 24 sujeitos do grupo controle de ambos os sexos. A coleta de dados utilizou um questionário semiestruturado.
Foi avaliada a sensibilidade cutânea com uso dos monofilamentos e a força de preensão manual. Resultados: As principais lesões relatadas pelos grupos foram a luxação e a fratura nos dedos, não houve diferença no número de lesões relatadas entre os gêneros (p=0,798). O tempo médio de atuação na modalidade foi significativamente maior entre as mulheres 16 (+/-6,7) anos, contra 5,0(+/-2,5) anos para os homens (p<0,001). O grupo feminino apresentou forte correlação entre o número de episódios de lesões e o tempo de atuação (r=0,7467). Nenhum dos sujeitos apresentou alteração nos exames de sensibilidade ou força comparados com o controle (p=0,876). Houve diferença significativa nos valores da força de preensão apenas entre os gêneros. Conclusão: Apesar de sofrerem lesões significativa nas mãos estas não promovem alterações na sensibilidade e força de preensão. Entre as mulheres quanto mais tempo na modalidade maior o número das lesões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Loureiro Vianna, Universidade Presbiteriana Mackenzie e Universidade Paulista

Professora, Graduada em Fisioterapia pela UFMG, Mestre em Bioengenharia pela USP- São Carlos /Ribeirão Preto e Doutora em Fisiopatologia Experimental pela USP- São Paulo. Coordena o curso de fisioterapia da Universidade Presbiteriana Mackenzie e ministra aulas na Universidade Paulista nas disciplinas de cinesiologia, biomecânica e órteses e próteses. Cobtribui como parecerista em periódicos nacionais e faz parte do banco de avaliadores do MEC.

Enrico Ibanhes Ciochetti

Fisioterapeuta Graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, especialista em Fisioterapia Esportiva.

Aline Lopes Gomes, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Graduação em fisioterapia pela Universidade Presbiteriana Makenzie

Susi Souza Fernandes, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Professora, Fisioterapeuta Graduada pela Universidade Cidade de São Paulo, Mestre em Ciências da Reabilitação pela USP- São Paulo. Professora do Curso de Fisitoterapia nas disciplinas de Fisioterapia aplicada a Geriatria. Saúde Coletiva. Saúde do trabalhador e epidemiologia. Coordenadora do Programa Qualimack de bem estar bpromoção a saúde do trabalhador

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

Vianna, D. L., Ciochetti, E. I., Gomes, A. L., & Fernandes, S. S. (2016). ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE LESÕES NAS MÃOS DE GOLEIROS DO SEXO MASCULINO E FEMININO E O IMPACTO NO DESEMPENHO DA FORÇA DE PREENSÃO MANUAL E SENSIBILIDADE CUTÂNEA. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 6(3). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v6i3.934

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)