PROPORÇÃO DE DOENÇAS MUSCULOESQUELÉTICAS EM MEMBROS INFERIORES NOS INTEGRANTES DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DA BAHIA

Autores

  • Daniela Alves Silva Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Vanessa Santos Lima Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Ana Lúcia Barbosa Góes Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i1.84

Palavras-chave:

Doença Músculo Esquelética, Policiais Militares, Membros Inferiores, Ocupação, Saúde do Trabalhador

Resumo

Introdução: As doenças músculo esqueléticas (DME) são a maior causa de limitação funcional na população adulta e a primeira causa de auxílio-doença no Brasil. O trabalho do policial militar (PM) exige a prática de atividades rigorosas, tornando-o susceptível ao desenvolvimento de lesões nos membros inferiores (MMII). Objetivo: Estimar a proporção de lesões músculo esqueléticas na região dos membros inferiores e fatores associados em integrantes da PM do Estado da Bahia. Métodos: Estudo do tipo transversal de série temporal, realizado com 3.652 diagnósticos relacionados à DME em MMII no período de 2003 a 2007. Para associação entre DME, idade, posto, local de trabalho e segmento corporal utilizaram-se proporção e razão de proporção a 95% de confiança. Resultados: A proporção geral de DME em MMII foi de 27,5%, a maior proporção para o desenvolvimento das doenças em PM se deu a partir de 26 a 34 anos de idade (30,50%), em militares praças (27,80%), no setor operativo (27,8%), sendo o segmento mais afetado joelhos (12,6%). Conclusão: A proporção de DME em MMII em PM foi baixa, tendo como público-alvo praças em plena idade produtiva e que estão na linha de frente de combate. Sugerem-se novos trabalhos evidenciando a problemática em nível nacional, bem como políticas de prevenção, diminuindo as chances de desenvolvimento das lesões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Alves Silva, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Acadêmica do 5º ano do curso de Fisioterapia da Escola
Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Vanessa Santos Lima, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Acadêmica do 5º ano do curso de Fisioterapia da Escola
Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Ana Lúcia Barbosa Góes, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Professora Adjunta do Curso de Fisioterapia da Escola
Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Esp. em Correção da Postura e Tratamento da Dor; Membro participante do Projeto Desenvolvimento e Fortalecimento de Pesquisas em Saúde e Ocupação nas Forças Armadas do Brasil - Instituto de Saúde Coletiva/ Universidade Federal da Bahia

Downloads

Publicado

2012-12-22

Como Citar

Silva, D. A., Lima, V. S., & Góes, A. L. B. (2012). PROPORÇÃO DE DOENÇAS MUSCULOESQUELÉTICAS EM MEMBROS INFERIORES NOS INTEGRANTES DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DA BAHIA. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 2(1). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i1.84

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)