NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E TABAGISMO EM MORADORES DE UMA COMUNIDADE EM SALVADOR

Eliane Cerqueira Lima, Luciana Bilitário Macedo

Resumo


Introdução: O tabagismo é um dos maiores problemas de saúde pública e uma das principais causas de mortes evitáveis. Há, portanto, necessidade de um melhor conhecimento de medidas para o controle do uso do tabaco. Objetivo: verificar se existe associação entre atividade física e tabagismo em indivíduos moradores de uma comunidade em Salvador. Método: 43 indivíduos tabagistas adultos foram classificados em três categorias de atividade física (utilizando o questionário internacional de atividade física (IPAQ) e três de tabagismo, utilizando a classificação através do questionário de Fagerström. Resultados: 81,4% dos participantes foram do sexo masculino; 56% foram classificados em nível muito ativo de atividade física pelo IPAQ. Indivíduos classificados como muito ativos, apresentaram menor dependência ao fumo (p=0,047). Conclusões: na amostra houve associação entre maior nível de atividade física e menor dependência ao fumo. Considerando a alta porcentagem de homens e de sujeitos com níveis elevados de atividade física, deve-se exercer cautela ao extrapolar estes resultados para outras populações.

Palavras-chave


Tabagismo; Atividade física

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i1.83

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons