ATIVAÇÃO MUSCULAR E DETERMINAÇÃO DO LIMIAR DE FADIGA ELETROMIOGRÁFICO DURANTE TESTE DE CARGA INCREMENTAL EM CICLOERGÔMETRO DE BRAÇO: UM ESTUDO PILOTO

Autores

  • Felipe Bergh
  • Ivan Luís Andrade
  • Pierre Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i1.81

Palavras-chave:

Eletromiografia, Ativação Muscular, Fadiga, Ergômetro de braço

Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar a ativação de quatro músculos do membro superior (Bíceps Braquial [BB], Tríceps Braquial [TB], Deltóide Anterior [DA] e Deltóide Posterior [DP]) e determinar o Limiar de Fadiga Eletromiográfico (LFEMG) durante um teste incremental em ergômetro de braço. Quatro voluntários do sexo masculino (idade: 25,25 ± 4,7; estatura: 173 ± 4 cm; massa corporal: 71,5 ± 6,3 kg) realizaram um teste incremental com rotação aproximada de 80 rpm até atingir a potência máxima do ergômetro (incrementos de carga de 3-4 W a cada 4 min, começando com 19 W e terminando com 48 W). O sinal eletromiográfico (EMG) foi coletado durante os testes (Eletromiógrafo Myosystem 2000, Noraxon, EUA) e posteriormente tratado com uso do programa MATLAB 7.7.0 (retificação e cálculo do RMS). O LFEMG foi detectado a partir de inspeção visual. Foram também registrados os valores de freqüência cardíaca (FC) no término de cada estágio. Houve grande variação da ativação muscular entre os músculos analisados durante o teste incremental. DA, DP e TB tiveram um comportamento de queda do sinal EMG, já o BB apresentou aumento no decorrer do teste. O  LFEMG foi encontrado apenas no músculo BB (Potência: 44 W, FC: 123 bpm) de um sujeito, representando aproximadamente 90% da potência máxima do ergômetro. Nossos resultados sugerem que o aumento da carga imposta sobre o movimento cíclico bilateral exigido pelo cicloergômetro de braço ocasionou uma ação compensatória evidenciada pelo aumento da ativação do BB e diminuição do TB. Já a queda de ativação dos músculos estabilizadores do ombro (DA e DP) pode estar associada à indícios de fadiga periférica e/ou aproveitamento do torque gerado pelo BB. O presente estudo aponta ainda queo BB é o músculo com maior probabilidade de apresentar o LFEMG em um teste incremental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-22

Como Citar

Bergh, F., Andrade, I. L., & Ferreira, P. (2012). ATIVAÇÃO MUSCULAR E DETERMINAÇÃO DO LIMIAR DE FADIGA ELETROMIOGRÁFICO DURANTE TESTE DE CARGA INCREMENTAL EM CICLOERGÔMETRO DE BRAÇO: UM ESTUDO PILOTO. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 2(1). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v2i1.81

Edição

Seção

Artigos Originais