MORTALIDADE INFANTIL POR INFECCAO RESPIRATORIA AGUDA E SEUS DETERMINANTES NA BAHIA

Autores

  • Layana Sakai Souza Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Marlene Silva Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v1i2.61

Palavras-chave:

Mortalidade Infantil, Infecção Respiratória, Determinantes, Saúde infantil

Resumo

Introdução: as Infecções Respiratórias Agudas (IRA) estão entre as principais causas de mortes em crianças menores de um ano no Brasil e  têm sido frequentemente associadas as condições sociais e ambientais, tais como o acesso à assistência a saúde e a densidade de moradores por domicílio. O objetivo do estudo é estimar o coeficiente de mortalidade infantil por IRA, na Bahia, no ano de 2007 e identificar seus fatores determinantes. Métodos: realizou-se estudo ecológico utilizando dados secundários das condições de nascimento, e do ambiente, disponíveis no DATASUS, IBGE e IPEA, referentes aos municípios da Bahia que registraram óbitos por IRA, no SIM, no ano de 2007. Resultados: foram incluídos 100 municípios baianos que tiveram registro de óbitos Por IRA, correspondendo ao coeficiente de mortalidade infantil (CMI) por IRA na Bahia de 3,35/1.000 nascidos vivos (NV). A análise de regressão logística multivariada revelou que 25% deste CMI se explica pela coleta de lixo, idade gestacional normal e anos de escolaridade materna, embora, o conjunto dos municípios apresente distribuição heterogênea do CMI, variando de 0,37 (Salvador) a 22,73 (Lamarão) por 1.000 NV, e tenham fatores associados distintos. Conclusão: Os fatores ambientais, sociais e individuais da mãe e da criança influenciam na mortalidade infantil por IRA, mas são passíveis de controle, desde que as intervenções sejam específicas e direcionadas em nível local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Layana Sakai Souza, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Acadêmica do 4º ano do curso de Fisioterapia da
Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Marlene Silva, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Bióloga, Doutora em Saúde Pública

Publicado

2012-12-22

Como Citar

Souza, L. S., & Silva, M. (2012). MORTALIDADE INFANTIL POR INFECCAO RESPIRATORIA AGUDA E SEUS DETERMINANTES NA BAHIA. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 1(2). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v1i2.61

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)