IMPACTO FUNCIONAL DA LOMBALGIA EM PACIENTES DE UM AMBULATORIO ASSISTENCIAL DE FISIOTERAPIA

Autores

  • Juliane Chaves Santos
  • Mayara Emmanuela da Silva Pereira
  • Selena Dubois Mendes
  • Kátia Nunes Sá Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v1i2.59

Palavras-chave:

Lombalgia, Dor lombar, Fisioterapia, Funcionalidade

Resumo

Introdução: A lombalgia é uma condição dolorosa que acomete a região entre os últimos arcos costais e as pregas glúteas e é o segundo maior distúrbio álgico que atinge o ser humano. Freqüentemente gera incapacidade funcional, representando grande causa de morbidade, levando muitos trabalhadores ao absenteísmo e gerando elevados custos com sua saúde. Esta dor tem elevado impacto na funcionalidade do portador, tanto que intervenções mais efetivas tem se direcionado mais à recuperação da função do que em atingir a cura. Objetivo: Verificar o impacto funcional da dor lombar em pacientes de um ambulatório assistencial de fisioterapia, em Salvador, Bahia. Métodos: Estudo observacional de corte transversal, com base de dados secundários através da análise de 321 prontuários de pacientes com lombalgia, que utilizou um roteiro estruturado, sendo os resultados analisados através do SPSS versão 14.0 para Windows. Resultados: A dor lombar severa foi a mais frequente (56,1%), acometendo predominantemente os adultos (60,4%), mulheres (78,7%), com elevado impacto funcional (60,5%). A incapacidade para realizar atividades de vida diária foi a disfunção mais presente (59,2%), sendo que 47,4% relataram alteração na marcha associada à diminuição da ADM e da FM. Se consideraram independentes 74,1% da amostra, enquanto que 16,8% necessitam de auxílio, sendo que 8,4% dos auxiliados utilizam muletas. Observou-se associação da piora da funcionalidade com a intensidade severa (p<0,001). Conclusão: Observou-se predomínio álgico severo, em queimação, de forma constante, em adultos do sexo feminino. Estes portadores de lombalgia apresentam importantes alterações nas AVD’S, e na marcha com diminuição da ADM e FM, apesar de serem independentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kátia Nunes Sá, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Coordenadora da Pós-Graduação da Escola Bahiana
de Medicina e Saúde Pública

Downloads

Publicado

2012-12-22

Como Citar

Santos, J. C., Pereira, M. E. da S., Mendes, S. D., & Sá, K. N. (2012). IMPACTO FUNCIONAL DA LOMBALGIA EM PACIENTES DE UM AMBULATORIO ASSISTENCIAL DE FISIOTERAPIA. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 1(2). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v1i2.59

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>