QUALIDADE DE VIDA APÓS SETE ANOS DO EVENTO CORONARIANO AGUDO

Autores

  • Cristiane Maria Carvalho Costa Dias Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Amanda Queiroz Lemos
  • Iana Verena Santana Albuquerque
  • Cristina Aires Brasil
  • Francisco Tiago Oliveira de Oliveira
  • Luciana Bilitário Macedo

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v5i2.582

Palavras-chave:

Qualidade de Vida, Síndrome Coronariana Aguda, Fatores de risco

Resumo

Introdução: A Síndrome Coronariana Aguda (SCA) é responsável por impacto físico e psicoemocional. É apontada como uma das principais síndromes que contribuem para o prejuízo da Qualidade de Vida (QV). Estudos comprovam que as modificações dos hábitos de vida, controle de fatores de risco e a prática de atividade física causam impacto na QV destes indivíduos, tornando-se ao longo dos anos um desfecho relevante. Objetivo: Verificar a QV de indivíduos após sete anos do Evento Coronariano Agudo. Metodologia: Trata- se de um estudo transversal, composto por indivíduos diagnosticados com SCA e internados no período de abril de 2006 a janeiro de 2007 na Unidade de Terapia Intensiva Cardíaca de um hospital privado em Salvador. Foi realizado entrevista e aplicado o questionário EuroQol 5D, por contato telefônico. Resultados: Foram coletados 30 participantes, com idade média de 66,9 ± 11,1 anos, predominantemente do sexo masculino 17 (56,7%). Houve variação de 0% a 100% no escore total do questionário EuroQol 5D, apresentando média de 68,2%.  Quanto aos domínios, em relação ao nível dois (problemas moderados) houve maior frequência dos domínios: Mobilidade 11 (36,7%), Dor/mal estar 13 (19,4%) e Ansiedade/depressão 12 (17,4%). Enquanto no nível três (problemas extremos) foi observado: Ansiedade/depressão seis (9%) e Dor/mal estar três (4,5%).  Conclusão: Conclui-se que há nesta população um impacto na qualidade de vida, principalmente nos domínios ansiedade/depressão e dor/mal estar após sete anos do evento agudo. A elevada taxa de fatores de risco pode estar associada a maiores escores nos domínios avaliados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Maria Carvalho Costa Dias, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Mestre e Doutoranda em Medicina e Saúde Humana

Fisioterapeuta em Cardiologia ; Respiratória e  Intensivista

Amanda Queiroz Lemos

Graduação em Fisioterapia pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil.

Iana Verena Santana Albuquerque

Graduação em Fisioterapia pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil

Cristina Aires Brasil

Graduação em Fisioterapia pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil.

Francisco Tiago Oliveira de Oliveira

Fisioterapeuta especialista em Terapia Intensiva, Salvador, Bahia, Brasil.

Luciana Bilitário Macedo

Mestre em Medicina e Sáude Humana pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Bahia, Brasil

Downloads

Publicado

2015-10-16

Como Citar

Carvalho Costa Dias, C. M., Queiroz Lemos, A., Santana Albuquerque, I. V., Aires Brasil, C., Oliveira de Oliveira, F. T., & Bilitário Macedo, L. (2015). QUALIDADE DE VIDA APÓS SETE ANOS DO EVENTO CORONARIANO AGUDO. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 5(2). https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v5i2.582

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>