QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DE UMA EMPRESA DE COMUNICAÇÃO IMPRESSA PRATICANTES DA CINESIOTERAPIA LABORAL COMPENSATÓRIA

Jéssica D. C. Bittencourt, Catarine Moitinho Campos, Juscirlândia Neves Evangelist, Taiane Souza Oliveira, Cleber Luz Santos, Daniel Dominguez Ferraz

Resumo


Objetivos: Analisar os resultados de um programa de Cinesioterapia Laboral Compensatória na qualidade de vida dos funcionários do Jornal A TARDE, da cidade de Salvador-Ba. Metodologia: Estudo quase experimental, de corte longitudinal, onde foram selecionados 43 funcionários dos setores de Marketing, Call Center, Circulação e Tecnologia, ambos os sexos, com média de idade de 27,9±7,2 anos, todos os funcionários responderam ao questionário de avaliação de qualidade de vida (SF-36) no início e no final da pesquisa. Todos foram submetidos a alongamentos, reforço muscular e relaxamento em MMSS, MMII e tronco, durante 2(dois) meses, com frequência de 2 vezes por semana, totalizando 16 sessões. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e inferencial utilizando o teste t de Student. Resultados: Os domínios do SF-36 que apresentaram melhora foram: capacidade funcional, vitalidade, estado geral de saúde e aspectos sociais, com destaque para capacidade funcional com p=0,001. Conclusão: Os domínios avaliados pelo SF 36 mostraram uma melhora em alguns escores, demonstrando que o programa de Cinesioterapia Laboral obteve resultados satisfatórios na qualidade de vida dos funcionários do Jornal A TARDE.


Palavras-chave


Terapia por Exercício; Qualidade de vida; Saúde do trabalhador

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v4i2.386

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons