PERCEPÇÃO DE USUÁRIOS E NÃO USUÁRIOS DE FISIOTERAPIA EM RELAÇÃO À PROFISSÃO, EM LAURO DE FREITAS, BA

Charo de Magalhães Amado, Michele Castro Montoya Flores, Mansueto Gomes Neto

Resumo


A origem da fisioterapia deu ênfase para as atividades de recuperação e reabilitação, decorrente das lesões ocorridas nas guerras mundiais. Apesar das mudanças de paradigmas ocorridos na profissão e o direcionamento da atuação profissional após a publicação da Classificação internacional de Funcionalidade a percepção da população sobre a atuação deste profissional ainda é influenciada pelo histórico da sua formação. Objetivo: avaliar a percepção de usuários e não usuários de fisioterapia sobre o que é, qual o seu papel e sua importância em Lauro de Freitas-BA. Método: Foi realizado um estudo descritivo com uma abordagem quantitativa, com amostra aleatória de pessoas residentes no município de Lauro de Freitas-BA Resultado: Foram entrevistadas 130 pessoas de ambos os sexos, maiores de 18 anos. O sexo feminino predominou em ambos os grupos com 68,46% do total. A maioria dos entrevistados afirmou saber o que é a fisioterapia, e que esse conhecimento se deu através de atendimento próprio ou através de um profissional de saúde. A maioria dos entrevistados afirmaram que a área de maior contato foi a de ortopedia. Conclusão: o conhecimento dos usuários e não usuários de em relação à fisioterapia ainda é restrito a reabilitação, com predominância especialmente na área ortopédica e que sua atuação se dá geralmente, quando a doença já se encontra instalada, acreditando-se fortemente nos recursos eletrotérmicos. sugerindo que o conhecimento esta de acordo com a experiência que o paciente teve durante o tratamento.

Palavras-chave


Fisioterapia; População; Conhecimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v4i1.338

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons