Impacto da COVID-19 na gravidade e prognóstico de indivíduos com obesidade: uma revisão sistemática

Tamires Alexandrina de Araújo, Renata Ferreira de Moura, Nathielly Oliveira de Almeida

Resumo


INTRODUÇÃO: A maioria dos pacientes com obesidade apresenta resistência à insulina e hiperatividade do sistema renina-angiotensina-aldosterona, o que pode estar relacionado aos piores resultados perante infecção pelo SARS-CoV 2. Além disso, a enzima conversora de angiotensina 2 tem maior expressão no tecido adiposo quando comparado com o pulmão, sendo suscetível a invasão do vírus nos adipócitos tornando-o um importante reservatório viral permitindo propagação para demais órgãos. OBJETIVO: Identificar se a obesidade pode ser preditor de maior gravidade e pior prognóstico da Doença do Coronavírus 2019 (COVID-19). MATERIAIS E MÉTODOS: Revisão sistemática sob o código PROSPERO CRD42020200617 com estudos observacionais através das bases de dados PubMed, Portal Regional da BVS, SciELO, Science Direct e Cochrane, e buscas manuais por meio do cruzamento “Prognosis" OR “Patient Acuity” AND "Coronavirus Infections" AND "Obesity”. Foram incluídos estudos observacionais que avaliaram o impacto da COVID-19 em indivíduos com obesidade de ambos os sexos que apresentaram pontuação ≥7 na escala Newcastle-Ottawa. RESULTADOS: Foram incluídos 9 estudos totalizando uma amostra de 179.047 pacientes adultos com idade entre 18 a 80 anos, com IMC mínimo <24 kg/m2 e máximo >35 kg/m2. Verificou-se que indivíduos com obesidade apresentam aumento das taxas de admissão de cuidados agudos e críticos, necessidade ventilação mecânica invasiva (VMI), pneumonia e desenvolvem COVID-19 grave, aumentando assim seu tempo de permanência hospitalar. CONCLUSÃO: Indivíduos com obesidade desenvolvem maior gravidade e pior prognóstico da COVID-19, visto que apresentam aumento das taxas de admissão de cuidados agudos e críticos, necessidade de VMI, tempo de permanência hospitalar, gravidade e letalidade.

Palavras-chave


Prognóstico. Gravidade do paciente. Infecções por coronavírus. Obesidade.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i4.3210

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Tamires Alexandrina de Araújo, Renata Ferreira de Moura, Nathielly Oliveira de Almeida

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons