QUALIDADE DE VIDA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM AMBIENTE HOSPITALAR

Autores

  • Viviane Santos Santana Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública(EBMSP)
  • Alexandre Gomes Feitosa Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP)
  • Lorena Barreto Arruda Guedes Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Noely Bastos Brito Sales Hospital Sírio Libanês

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v4i1.312

Palavras-chave:

Qualidade de vida, Qualidade de vida no trabalho, Profissionais de saúde, Hospital, Saúde do trabalhador, Questionários

Resumo

Introdução: A Qualidade de vida (QV) é um tema complexo e bastante discutido na literatura sendo definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como a “percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”. O ambiente hospitalar é apontado para os profissionais de saúde como insalubre e estressante, expondo-os a diversos fatores físicos e mentais. Este trabalho tem como objetivo sistematizar o conhecimento a respeito da QV dos profissionais de saúde em ambiente hospitalar. Metodologia: Trata-se de uma revisão de literatura realizada com acesso à base de dados Medline e à biblioteca virtual Pubmed. As publicações referentes ao período compreendido entre 2009 a outubro de 2013, incluídos apenas os artigos que abordassem a QV dos profissionais de saúde no ambiente hospitalar. Foram excluídos artigos que relatassem à QV fora do contexto hospitalar, ou que abordassem a QV de acadêmicos e aqueles associados a patologias. Quatro artigos julgados relevantes localizados antes do período definido como critério de inclusão. Resultados: Foram selecionados 16 artigos, sendo treze na língua portuguesa, um na língua inglesa e dois em espanhol que preencheram os critérios inicialmente propostos e lidos na íntegra. Conclusão: Os estudos demonstram que os fatores físicos e mentais possuem impactos diretos na QV dos profissionais de saúde no âmbito hospitalar, causando diversos danos a sua saúde e apresentando-se de forma negativa no desempenho de suas atividades diárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Santos Santana, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública(EBMSP)

Fisioterapeuta, especialista em Fisioterapia Hospitalar pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública(EBMSP)
Pós graduanda em Saúde da Pessoa Idosa pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro(UERJ)

Alexandre Gomes Feitosa, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP)

Fisioterapeuta, especialista em Fisioterapia Hospitalar pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública(EBMSP)

Lorena Barreto Arruda Guedes, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Fisioterapeuta, docente da pós graduação em Fisioterapia Hospitalar pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP)

 

Noely Bastos Brito Sales, Hospital Sírio Libanês

Fisioterapeuta, pós graduanda em Gestão Clínica das Regiões do SUS pelo Hospital Sírio Libanês e Ministério da Saúde.

Downloads

Publicado

2014-06-06

Como Citar

Santana, V. S., Feitosa, A. G., Arruda Guedes, L. B., & Brito Sales, N. B. (2014). QUALIDADE DE VIDA DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM AMBIENTE HOSPITALAR. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 4(1), 35–46. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v4i1.312

Edição

Seção

Revisões de Literatura