Efeito da atividade física em ambiente enriquecido sobre o músculo esquelético de camundongos com caquexia associado ao melanoma cutâneo

Karen Layane Dos Santos, Tayrine Resende De Oliveira, João Vitor Nunes Lopes, Alex Sander Freitas, Magda Mendes Vieira, Berenilde Valéria de Oliveira Sousa, Mariana Rocha Alves, Vinicius Dias Rodrigues

Resumo


OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos da atividade física em ambiente enriquecido sobre histomorfometria do músculo quadríceps femoral de camundongos C57BL/6 com caquexia associada ao modelo tumoral singênico de melanoma cutâneo. MÉTODOS: Foram utilizados camundongos fêmeas da linhagem C57BL/6 que foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: controle CRC (n=11), que não realizou nenhum tipo de intervenção, o segundo grupo foi o experimental (CRC-ATF) (n=15), que realizou atividade física organizada em ambiente enriquecido de 60 cm de comprimento, 30 cm de largura e 45 cm de altura. Ocorreu indução tumoral de células B16-F10 da linhagem de melanoma cutâneo em todos os animais desse estudo. Após dez dias da indução tumoral, todos os animais já apresentavam quadro de caquexia, assim o grupo experimental iniciou a atividade física em ambiente enriquecido com duração de 30 minutos com intervalos de 48 horas. Após 26 dias do início da intervenção, os animais sobreviventes foram eutanasiados e foi realizada a coleta do músculo quadríceps femoral para análise histomorfométrica. RESULTADOS: Analisando a intervenção realizada, percebemos que o grupo CRC-ATF apresentou a área da fibra muscular maior que o grupo CRC, mas esse resultado não mostrou diferença significativa (p≤0,05) entre os grupos. CONCLUSÃO: Os resultados mostram que é possível preservar a estrutura muscular, pois os melhores resultados foram encontrados com os animais que participaram da atividade física em ambiente enriquecido.


Palavras-chave


Aptidão física. Tecido muscular esquelético. Roedores. Câncer. Neoplasia.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i3.3016

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 João Vitor Nunes Lopes, Karen Layane Dos Santos, Tayrine Resende De Oliveira, Alex Sander Freitas, Magda Mendes Vieira, Berenilde Valéria De Oliveira Sousa, Mariana Rocha Alves, Vinicius Dias Rodrigues

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons