Propriocepção do joelho em indivíduos submetidos à menistectomia parcial e à sutura meniscal: estudo observacional

Autores

  • Francklin Trindade da Silva Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
  • Thiago Domingues Stocco Faculdade de Ciências Médicas (FCM), UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 13083-877, Brasil UNISA - Universidade Santo Amaro, São Paulo, SP, 04829-300, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i2.2899

Palavras-chave:

Reabilitação. Propriocepção. Menisco.

Resumo

INTRODUÇÃO: Os meniscos desempenham um papel fundamental na articulação, além de gerar estabilidade e congruência articular, influenciam na propriocepção do joelho. Lesões nesta estrutura muitas vezes só podem ser reparadas cirurgicamente, pelo fraco suprimento sanguíneo local, acarretando uma regeneração insatisfatória. A hipótese desse estudo é que possa existir menores déficits proprioceptivos em pacientes submetidos à sutura meniscal quando comparados aos submetidos à menistectomia parcial, devido a conservação da estrutura que tem importância proprioceptiva. OBJETIVO: Avaliar o déficit proprioceptivo do joelho em pacientes submetidos à menistectomia parcial e à sutura meniscal. METODOLOGIA: Estudo observacional transversal realizado na clínica de ortopedia e reumatologia da UNISA, em São Paulo. Participantes foram divididos em dois grupos. No Grupo I, indivíduos submetidos à menistectomia parcial, enquanto no Grupo II, a submetidos à sutura meniscal, sendo recrutados indivíduos de até 4 semanas de pós-operatório. Aprovado pelo comitê de ética seguido pelo CAAE 94144218.0.0000.0081. Para coleta dos dados foram realizados três testes: teste de senso de posicionamento ativo e passivo e teste de cinestesia. RESULTADOS: Participaram deste estudo uma amostra por conveniência de oito indivíduos (Grupo I, n=4 e Grupo 2, n=4), de ambos os gêneros, com média de idade de 33,4 anos (±11 anos). Os sujeitos do grupo I apresentaram maior déficit de proprioceptivo em comparação com o grupo II, nos testes realizados. Teste ativo do grupo I: 15°= 11,9° ±6,1; 30°= 11,6° ±5,0; 45°= 9,4° ±3,5 e do grupo II, 15°= 7,6° ±3,9; 30°= 6,9° ±2,8. Teste de Cinestesia: Grupo I 132ms ±51,5 vs Grupo II 96ms ±28,8). CONCLUSÃO: Os meniscos demonstraram ser estruturas influentes para a propriocepção do joelho, apresentando maiores déficits em indivíduos que retiraram a estrutura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Domingues Stocco, Faculdade de Ciências Médicas (FCM), UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 13083-877, Brasil UNISA - Universidade Santo Amaro, São Paulo, SP, 04829-300, Brasil.

Graduado em Fisioterapia pela Universidade de Ribeirão Preto e especialista pela Universidade Federal de São Paulo em Fisiologia do Exercício e Reabilitação aplicada ao esporte, obteve seu título de Mestre em Engenharia Biomédica pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Paraíba, trabalhando no Laboratório de Nanotecnologia Biomédica com a fabricação de scaffolds biomiméticos a partir de nanobiomateriais. Atualmente, é pesquisador doutorando na Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, desenvolvendo pesquisas relacionadas a biomateriais nanoestruturados e Bioimpressão 3D aplicados a engenharia de tecidos da cartilagem articular e estratégias de regeneração dos meniscos do joelho. Ainda, é Docente, Supervisor de estágio e responsável pelo setor de Fisioterapia Ortopédica, Traumatológica e Reumatológica, membro da Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA), do Núcleo Docente Estruturante (NDE) e do Conselho Acadêmico da Universidade Santo Amaro (UNISA).Tem experiência como conteudista e desenvolvimento de material didático para o ensino superior. Possui especial interesse nas áreas de Nanotecnologia aplicada a ciências médicas, Ortopedia e Traumatologia, Reabilitação regenerativa, Engenharia de tecidos, Biomateriais e Bioimpressão 3D. Ainda, é autor de livro e artigos, bem como revisor de periódicos internacionais ligados a área de saúde e tecnologia.

Publicado

2020-05-27

Como Citar

da Silva, F. T., & Stocco, T. D. (2020). Propriocepção do joelho em indivíduos submetidos à menistectomia parcial e à sutura meniscal: estudo observacional. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 10(2), 264–273. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i2.2899

Edição

Seção

Artigos Originais