A prevalência de lesões musculoesqueléticas em funcionários de empresas de funilaria automotiva em Teresina-PI

Rivanda Berenice Silva de Freitas Adad, Danyele Holanda da Silva, Izabelle Macedo Sousa

Resumo


INTRODUÇÃO: Os distúrbios osteomusculares relacio­nados ao trabalho são um conjunto de afecções comumente ligadas ao tra­balho e podem ocorrer de forma combinada ou não ao uso repetido e forçado de grupos musculares e à manu­tenção de posturas inadequadas. Sua incidência vem aumentando gradativamente a cada ano, devido à influência de diversos fatores. OBJETIVOS: Identificar a prevalência de lesões musculoesqueléticas em funcionários de empresas automotivas. METODOLOGIA: Este estudo foi do quantitativo e qualitativo. Participaram da pesquisa 23 voluntários, os quais foram analisados por meio de uma avaliação física e socioeconômica, além de ser aplicado o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares. Os participantes foram observados durante a execução de suas atividades no seu ambiente de trabalho, onde foram analisadas as manutenções e compensações posturais e os principais movimentos durante as atividades. RESULTADOS: O estudo evidenciou dentre os participantes predomínio do sexo masculino, foi apresentada a distribuição da amostra em relação a faixa etária, escolaridade, tempo de serviço, função que exerce, percepção de esforço, além de relatar a existência de dor durante e/ou após ao horário de trabalho. CONCLUSÃO: Os resultados apontaram para a região da coluna lombar como sendo a de maior intensidade de distúrbios musculoesqueléticos relacionados ao trabalho entre o grupo de trabalhadores pesquisados. Foi observado que não há uma relação linear entre sintomas osteomusculares, avaliação hemodinâmica, idade e tempo de serviço. Por outro lado, a baixa escolarização esteve associada com o aumento da probabilidade de diagnóstico.

Palavras-chave


DORT. Epidemiologia. Saúde do trabalhador. Qualidade de vida. Lesões Ocupacionais.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i1.2669

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Rivanda Berenice Silva de Freitas Adad, Danyele Holanda da Silva, Izabelle Macedo de Sousa

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons