Os efeitos do exercício físico em pacientes submetidos à hemodiálise: uma revisão sistemática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i2.2638

Palavras-chave:

Hemodiálise. Exercício Físico. Qualidade de Vida.

Resumo

INTRODUÇÃO: Pacientes portadores de doença renal crônica submetidos à hemodiálise são sedentários devido a dor, fadiga muscular e baixo condicionamento físico. Estudos recentes demonstram os efeitos benéficos de programas de exercícios físicos para estes pacientes durante a hemodiálise resultando em melhor controle da hipertensão arterial, da capacidade funcional, da função cardíaca, da força muscular e, assim, da qualidade de vida. OBJETIVOS: Analisar pesquisas que mostram se o exercício físico produz ou não desfechos clínicos benéficos para indivíduos em hemodiálise. METODOLOGIA: Este artigo constitui-se de uma revisão sistemática composta por ensaios clínicos randomizados publicados entre 2014 e 2019 que relacionassem hemodiálise, exercício físico e qualidade de vida e que apresentassem escore de PEDro superior a 5. Foram excluídos os estudos que estavam em desconformidade com o tema proposto, artigos duplicados entre as bases de dados e intenções de pesquisa. As palavras-chave utilizadas para a busca seguiram a descrição dos termos DECS e MESH, sendo elas: Hemodiálise, exercício físico e qualidade de vida. Essas palavras estavam presentes em qualquer seção do artigo. RESULTADOS: Foram selecionados 15 estudos segundo os critérios de elegibilidade. Os artigos analisados obtiveram um total de 1057 participantes de ambos os sexos com idades entre 18 e 80 anos. Esses foram submetidos a exercícios aeróbicos, anaeróbicos e respiratórios, apresentaram desfechos clínicos benéficos nas três modalidades de exercício físico. CONCLUSÃO: Programas de exercício físico durante a hemodiálise otimizam o ganho da massa, força e resistência muscular, aptidão física, qualidade do sono, autopercepção de saúde, capacidade funcional e consequentemente a qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Rodrigues Carvalho, Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Acadêmico de Fisioterapia, 10º período. Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Izabelle Macedo de Sousa, Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Fisioterapeuta pela Uespi, mestrado em Engenharia Biomédica pela UNIVAP São José dos Campos, pós graduado em Reabilitação cardiopulmonar pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, docente Uninassau, Teresina-PI

Danyele Holanda da Silva, Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Acadêmico de Fisioterapia, 10º período. Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Auriclea Rodrigues da Silva, Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Acadêmico de Fisioterapia, 10º período. Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Rivanda Berenice Silva de Freitas Adad, Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Acadêmico de Fisioterapia, 10º período. Faculdade Uninassau - Campus Redenção, Teresina-PI.

Vinicius Oliveira da Silva

Fisioterapeuta-Unidade de Terapia Intensiva Neonatal- MDER ( Maternidade Dona Evangelina Rosa)Especialista em fisioterapia cardiopulmonar- Hospital Israelita Albert EinsteinMestrando em engenharia biomédica-Univap(universidade do Vale do Paraíba)

Publicado

2020-03-16

Como Citar

Carvalho, A. R., Sousa, I. M. de, Silva, D. H. da, Silva, A. R. da, Adad, R. B. S. de F., & Silva, V. O. da. (2020). Os efeitos do exercício físico em pacientes submetidos à hemodiálise: uma revisão sistemática. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 10(2), 309–316. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i2.2638

Edição

Seção

Revisões de Literatura