Perfil clínico e sucesso na extubação de pacientes pós cirurgia cardíaca

Clarissa Rodrigues de Assis, Cláudia Kist Fortino, Cristiane Aparecida Souza Saraiva, Luiz Felipe Frohlich, Racquel Evans da Silva, Sandra Omizzollo

Resumo


INTRODUÇÃO: Pacientes submetidos à cirurgia cardíaca necessitam de ventilação mecânica invasiva após o procedimento cirúrgico. A extubação no pós-operatório quando bem-sucedida, está relacionada com menor tempo de internação, redução de custos e recursos utilizados e diminuição das taxas de morbimortalidade. OBJETIVO: Identificar o perfil e o número de reintubações de pacientes submetidos a cirurgias cardíacas. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo quantitativo, transversal retrospectivo, com coleta de dados secundários obtidos de prontuários eletrônicos em um Hospital Municipal da Região Metropolitana de Porto Alegre/RS. Foram incluídos 57 prontuários de pacientes submetidos a cirurgia cardíaca entre janeiro e dezembro de 2017 e excluídos aqueles com idade menor que 18 anos e/ou extubados previamente no bloco cirúrgico. RESULTADOS: A amostra foi composta por 22 mulheres (38,6%) e 35 homens (61,4%), com média de idade 61,60±12,33 anos. Foram realizadas 37 cirurgias de revascularização do miocárdio (64,9%), sendo sete destas associadas a troca valvar. Em relação ao desmame, 96,5% dos pacientes obtiveram sucesso na extubação, 77,2% ficaram um período menor que 24 horas em ventilação mecânica invasiva e 15,8% foram reintubados. A média de tempo de internação hospitalar foi de 22,77±17 dias e na Unidade de Terapia Intensiva de 8,53 dias, sendo que 80,7% dos pacientes tiveram alta desta unidade. CONCLUSÃO: A caracterização clínica, sociodemográfica e cirúrgica dos pacientes submetidos a cirurgia cardíaca se assemelha aos achados na literatura, uma prevalência de pacientes idosos e do sexo masculino e baixa taxa de reintubação.

Palavras-chave


Desmame. Extubação. Procedimentos cirúrgicos cardiovasculares. Circulação extracorpórea. Unidades de Terapia Intensiva.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v10i1.2619

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Clarissa Rodrigues de Assis, Cláudia Kist Fortino, Cristiane Aparecida Souza Saraiva, Luiz Felipe Frohlich, Racquel Evans da Silva, Sandra Omizzollo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons