Estresse gravitacional no pós-operatório de cirurgia cardíaca

Patrícia Alcântara Doval de Carvalho Viana, Gleide Glícia Gama Lordello, Juliana Martini Matos Serra, Gabriela Lago Rosier, Luís Cláudio Correia

Resumo


INTRODUÇÃO: Após a cirurgia cardíaca, a mobilização precoce busca o ganho funcional e um melhor condicionamento para as próximas fases da reabilitação cardiovascular, tendo o estresse gravitacional(EG)um importante papel para o retorno destas atividades, através   da integridade dos mecanismos compensatórios cardiovasculares. OBJETIVO: verificar o comportamento de variáveis circulatórias e respiratórias durante o EG no pós-operatório de cirurgia cardíaca. MÉTODOS E MATERIAIS: Estudo observacional, transversal e analítico, composto por 83 indivíduos adultos clinicamente estáveis, submetidos a cirurgia de revascularização do miocárdio ou abordagem valvar. Excluídos aqueles com dificuldade de compreensão das atividades realizadas, além de comprometimento motor e/ou neurológico que impossibilitassem a realização do EG, de forma adaptada. Foram coletados os dados circulatórios e respiratórios no 1° minuto para cada etapa através do monitor multiparamétrico Gemedical Systems@. RESULTADOS: As frequências cardíaca e respiratória apresentaram um aumento com significância estatística (p ≤ 0,01), quando analisado seus valores de variação de decúbito dorsal para sedestação e decúbito dorsal para ortostase. CONCLUSÃO: As variáveis hemodinâmicas e respiratórias se comportam de acordo com a resposta fisiológica durante o EG, sugerindo que esse procedimento é seguro no ambiente da terapia intensiva, mesmo se tratando de um pós-operatório de alta complexidade.


Palavras-chave


Cirurgia cardíaca. Estresse gravitacional. Mobilização precoce.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i4.2101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Gleide Glícia Gama Lordello, Juliana Martini Matos Serra, Gabriela Lago Rosier, Patrícia Alcântara Doval de Carvalho Viana, Luís Cláudio Correia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons