Motivações e desafios de pesquisadores fisioterapeutas no exterior

Autores

  • Maira Izzadora Souza Carneiro 1Laboratório de Neurociência Aplicada (LANA), Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil. 2Departamento de Psicologia & Centro de Neurociências de Milão (NeuroMi), Università degli Studi di Milano-Bicocca, Milão, Itália.
  • Lorena Melo 1Laboratório de Neurociência Aplicada (LANA), Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil. 2Departamento de Psicologia e Neurociências, Leibniz-Institut für Arbeitsforschung an der TU Dortmund (ifADo), Dortmund, Alemanha.
  • Águida Foerster 1Departamento de Psicologia e Neurociências, Leibniz-Institut für Arbeitsforschung an der TU Dortmund (ifADo), Dortmund, Alemanha. 2Departamento de Neurofisiologia Clínica, Universitätsmedizin Göttingen - Georg-August Universität, Göttingen, Alemanha.
  • Kátia Monte-Silva Laboratório de Neurociência Aplicada (LANA), Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i2.1949

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Lievore C, Picinin CT, Pilatti LA. As áreas do conhecimento na pós-graduação stricto sensu brasileira: crescimento longitudinal entre 1995 e 2014. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação. 2017;25(94):207-37.

CAPES. 2017. Available from: http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/8558-avaliacao-da-capes-aponta-crescimento-da-pos-graduacao-brasileira.

CAPESb. 2017. Available from: http://www.capes.gov.br/resultados-de-editais.

SUCUPIRA P. 2018. Available from: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/quantitativos/quantitativoAreaAvaliacao.jsf.

Calvalcante CdCL, de Sousa Rodrigues AR, Dadalto TV, da Silva EB. Evolução científica da fisioterapia em 40 anos de profissão. Fisioterapia em Movimento. 2017;24(3).

Bertoncello D, Pivetta HMF. Diretrizes Curriculares Nacionais Para A Graduação Em Fisioterapia: Reflexões Necessárias. Cadernos De Educação, Saúde E Fisioterapia. 2016;2(4).

Pitta F. Força-tarefa da European Respiratory Society para harmonização da educação na especialidade de Fisioterapia Respiratória: uma iniciativa de abrangência mundial. Revista Brasileira de Fisioterapia. 2015;19(2):87-8.

Charle C, Del Buono L, Gaubert C, Soulié C. Ensino superior: o momento crítico. Educação & Sociedade. 2004;25(88).

Rankin G, Rushton A, Olver P, Moore A. Chartered Society of Physiotherapy's identification of national research priorities for physiotherapy using a modified Delphi technique. Physiotherapy. 2012;98(3):260-72.

Iles R, Davidson M. Evidence based practice: a survey of physiotherapists' current practice. Physiotherapy Research International. 2006;11(2):93-103.

Publicado

2018-05-23

Como Citar

Souza Carneiro, M. I., Melo, L., Foerster, Águida, & Monte-Silva, K. (2018). Motivações e desafios de pesquisadores fisioterapeutas no exterior. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 8(2), 143–146. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i2.1949

Edição

Seção

Editorial

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)