Exercício físico e redução da Lipemia Pós-Prandial: a influência do gasto calórico

Autores

  • Jefferson Petto Physiotherapist. PhD in Medicine and Human Health. Professor of the Social Faculty BA Brazil, Professor of the Salvador University (UNIFACS) Feira de Santana BA Brazil, Professor of the Adventist Faculty of Bahia Cachoeira BA Brazil, Technical Coordinator of the CORDIS Clinic of Cardiovascular Rehabilitation Salvador BA Brazil.
  • Marvyn de Santana do Sacramento Student. Social Faculty BA, Brazil.
  • Vinícius Afonso Gomes Physiotherapist. Professor at Salvador University - UNIFACS, Feira de Santana, BA, Brazil.
  • André Lemos de Souza Andrade Physiotherapist. Social Faculty BA Brazil.
  • Alan Carlos Nery dos Santos Physiotherapist. Master. Professor at the and Salvador University - UNIFACS, Feira de Santana, BA, Brazil.
  • Ana Marice Teixeira Ladeia Physician. PhD in Medicine and Human Health. Adjunct Professor of the Bahia School of Medicine and Public Health, BA, Brazil.PHYSICAL EXERCISE AND REDUCTION OF POSTPRANDIAL LIPEMIA: THE INFLUENCE OF CALORIC EXPENDITURE

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i2.1940

Palavras-chave:

Metabolismo. Lipídeos. Lipoproteínas. Medicina Física e Reabilitação. Dislipidemias.

Resumo

INTRODUÇÃO: Embora o efeito redutor de uma única sessão de exercício físico (EF) sobre a lipemia pós-prandial (LPP) seja controverso, estudos apontam que o gasto calórico é o principal determinante de redução da LPP.  OBJETIVO: Testar a hipótese de que uma sessão de EF, baseado no gasto calórico modifica a LPP. MÉTODOS: Estudo de intervenção prospectivo controlado, tendo como população 18 homens com idade média de 22±1,3 anos e IMC de 21±4,2kg/m². Todos eram estudantes irregularmente ativos, com valores de triglicerídeos (TG) de jejum menor ou igual a 150mg/dl. Foram submetidos a dois testes de LPP: Basal (LPPB) e Exercício (LPPE). Amostras sanguíneas foram coletadas nos tempos 0(jejum) e após a ingestão de um composto lipídico (25g) em 180 e 240 minutos para a dosagem dos TG. No teste da LPPE foi aplicado logo após a coleta de 120 minutos, uma sessão de EF em esteira ergométrica alcançando um gasto energético de 500kcal. ESTATÍSTICA: Foram comparadas as medianas da variação (delta) entre os valores dos TG dosados entre o jejum e 120min (?1), jejum e 240min (?2) e entre 120 e 240min (?3). Utilizou-se o teste de Wilcoxon bidirecional para comparação dos deltas. RESULTADOS: As medianas dos TG do ?1 respectivamente para LPPB e LPPE foram de 63 Vs 60 (p=0,95); ?2 102 Vs 25 (p=0,02) e ?3 32 Vs -10 (p?0,01). CONCLUSÃO: Neste estudo, uma sessão de exercício físico baseado no gasto calórico de 500kcal, após a ingestão lipídica, reduziu o pico da LPP em jovens sadios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-05-17

Como Citar

Petto, J., do Sacramento, M. de S., Gomes, V. A., Andrade, A. L. de S., dos Santos, A. C. N., & Ladeia, A. M. T. (2018). Exercício físico e redução da Lipemia Pós-Prandial: a influência do gasto calórico. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 8(2), 239–247. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i2.1940

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>