Comportamento dos domínios de independência funcional em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio durante a estadia na terapia intensiva

Autores

  • André Luiz Cordeiro
  • André Raimundo Guimarães
  • Thiago Araújo Melo
  • Jefferson Petto
  • Mansueto Gomes-Neto
  • Alinne Shannon

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i2.1876

Palavras-chave:

Cirurgia cardíaca. Unidade de Terapia Intensiva. Funcionalidade.

Resumo

INTRODUÇÃO: A Mensuração da Independência Funcional (MIF) é utilizada para avaliar a condição funcional dos pacientes sendo dividida em domínios aplicada nos pacientes submetidos a cirurgia cardíaca devido ao seu alto potencial de efeitos deletérios. OBJETIVO: Analisar o comportamento dos domínios da MIF em pacientes submetidos a revascularização do miocárdio. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo de coorte. No momento da admissão hospitalar foi avaliada a funcionalidade através da MIF e computado os seis domínios. No dia da alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foi novamente aplicada a MIF para comparação com o pré-operatório e correlação com o tempo de permanência na UTI. RESULTADOS: Foram analisados 38 pacientes sendo 21 (55,3%) homens, a média de idade 57,3 ± 13,3 anos. O tempo médio de estadia na UTI 2,9 ± 1,3 dias sendo a MIF pré 125,7 ± 0,5 e a pós 87,4 ±16,8 (p <0,001). Em relação aos domínios percebeu-se uma redução em todos com exceção da Comunicação que passou de 14 para 13,1 ± 2,1 (p=0,24) e Cognição 20,9 ± 0,1 para 19,2 ± 4,4 (p=0,24). Porém, percebeu-se uma correlação forte entre o tempo de permanência na UTI com os domínios comunicação (r -0,76 e p < 0,01) e cognição (r -0,77 e p<0,01). CONCLUSÃO: Conclui-se que a funcionalidade é reduzida devido a cirurgia cardíaca e que o tempo de permanência na UTI tem relação direta com a piora da comunicação e cognição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-05-07

Como Citar

Cordeiro, A. L., Guimarães, A. R., Melo, T. A., Petto, J., Gomes-Neto, M., & Shannon, A. (2018). Comportamento dos domínios de independência funcional em pacientes submetidos à revascularização do miocárdio durante a estadia na terapia intensiva. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 8(2), 175–182. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i2.1876

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>