Neurociência cognitiva e afetiva em dor crônica: relevância para a Fisioterapia

Autores

  • Pedro Montoya

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i1.1826

Palavras-chave:

Chronic Pain. Neuroscience. Behavior

Resumo

Introdução: A dor crônica é o principal motivo das consultas médicas, bem como um dos principais encargos para o sistema de saúde nos países desenvolvidos. No entanto, as terapias atuais ainda são inadequadas para certos tipos de dor crônica, como no caso da fibromialgia, ou causam efeitos colaterais intoleráveis (como opióides). Compreender as bases neurofisiológicas e psicobiológicas da dor crônica é crucial para desenvolver estratégias adequadas e eficientes para avaliação e tratamento multidisciplinar da dor. Objetivo: O objetivo deste trabalho é fornecer um breve resumo do estado atual da arte para esclarecer as estratégias mais eficazes para o tratamento da dor crônica. Métodos: Revisão narrativa da literatura desenvolvido em um centro mundial de referência para estudar a dor crônica. Resultados: Nas últimas décadas foi demonstrado que as mudanças plásticas que ocorrem no cérebro são fundamentais para a compreensão da manutenção da dor ao longo do tempo. As pesquisas forneceram evidências de que pacientes com dor crônica apresentaram processamento cerebral anormal da informação corporal e que estados emocionais negativos podem alterar significativamente o funcionamento do cérebro e amplificar o sofrimento associado à dor. Por outro lado, sugeriu-se que o fortalecimento das habilidades de regulação emocional através da reavaliação cognitiva e supressão, como usado na terapia cognitivo-comportamental ou na atenção plena, pode ajudar a regular a dor e a emoção em pacientes com dor crônica. No entanto, os mecanismos cerebrais envolvidos nestes processos regulatórios ainda devem ser elucidados, antes de serem transferidos para a prática clínica. Conclusão: A neurociência cognitiva e afetiva é fundamental para a compreensão da dor crônica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-09-17

Como Citar

Montoya, P. (2018). Neurociência cognitiva e afetiva em dor crônica: relevância para a Fisioterapia. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 8(1), 131–137. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v8i1.1826

Edição

Seção

Revisões de Literatura