CORRELAÇÃO ENTRE O RISCO PARA QUEDAS E A INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL DE PACIENTES HEMIPARÉTICOS

Autores

  • Simone de Paula Universidade Feevale
  • Kelin Cristina Laux Universidade Feevale
  • Gabriela Carolini Sartori Universidade Feevale
  • Kétlin Caroline Griebler Universidade Feevale

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i4.1652

Palavras-chave:

Acidentes por Quedas. Hemiplegia. Avaliação da Deficiência. Limitação da Mobilidade

Resumo

Introdução: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma das mais importantes doenças crônicas no Brasil e que pode resultar em sequelas neurológicas, sendo a principal delas, a hemiparesia. A hemiparesia é o comprometimento unilateral do corpo, caracterizado, principalmente, pela presença de assimetria postural. Em virtude da fraqueza muscular, da espasticidade e, principalmente, do déficit de equilíbrio, pacientes hemiparéticos podem sofrer prejuízo no controle postural e no equilíbrio; sendo estes, considerados os principais mecanismos envolvidos na elevada prevalência de quedas. Objetivo: Correlacionar o risco para quedas com o nível de independência funcional de pacientes hemiparéticos. Materiais e métodos: Estudo observacional, transversal, realizado com 12 pacientes hemiparéticos e 12 indivíduos saudáveis (grupo controle). O equilíbrio funcional e o risco de quedas foram mensurados através do teste Timed Up and Go (TUG), em ambos os grupos. O nível de independência funcional dos pacientes hemiparéticos foi avaliado com base no índice de Katz. Resultados: Na avaliação do TUG, os pacientes do grupo de hemiparéticos apresentaram um tempo de deslocamento significativamente maior (57,75 ± 11,8s) que os participantes do grupo controle (7,12 ± 0,29s). Através da aplicação do Coeficiente de Pearson, pode-se observar que houve uma correlação moderada e inversamente proporcional (r=- 0,61) entre o número de funções independentes e o tempo de deslocamento no TUG (p < 0,05). Conclusão:. Os resultados deste estudo confirmaram a relação entre risco de quedas e capacidade funcional em pacientes com hemiparesia pós-AVC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone de Paula, Universidade Feevale

Fisioterapeuta, Doutora em Saúde da Criança, docente e pesquisadora do Curso de Fisioterapia da Universidade Feevale

Kelin Cristina Laux, Universidade Feevale

Fisioterapeuta

Gabriela Carolini Sartori, Universidade Feevale

Fisioterapeuta.

Kétlin Caroline Griebler, Universidade Feevale

Acadêmica de Fisioterapia, bolsista de Iniciação Científica.

Publicado

2017-11-22

Como Citar

de Paula, S., Laux, K. C., Sartori, G. C., & Griebler, K. C. (2017). CORRELAÇÃO ENTRE O RISCO PARA QUEDAS E A INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL DE PACIENTES HEMIPARÉTICOS. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 7(4), 558–565. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i4.1652

Edição

Seção

Artigos Originais