A EXPERIÊNCIA PARENTAL APÓS O DIAGNÓSTICO DA MICROCEFALIA POR ZIKA VÍRUS: UM ESTUDO DE CASO

Maíra Carvalho Oliveira, Sumaia Midlej Sá

Resumo


Objetivo: Relatar a experiência parental após receber o diagnóstico da microcefalia por zika vírus. Estratégia metodológica: Optou-se por uma metodologia de caráter qualitativo do tipo estudo de caso único. Os informantes-chave foram pais de uma criança com microcefalia por zika vírus. O instrumento utilizado para coleta de dados foi a entrevista semiestruturada, posteriormente analisada e categorizada por meio da análise de conteúdo, embasada na teoria de Minayo. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa da UNEB, sob protocolo número 098615/2016 e realizada em março de 2017, em uma Clínica Escola de Fisioterapia de Instituição de Ensino Superior em Salvador, Bahia. Resultados: Participaram da pesquisa a mãe e o pai de uma criança com microcefalia por zika vírus. Os pais tinham entre 38 e 39 anos de idade e o filho com 1 ano e 2 meses, diagnosticado no período perinatal. A experiência vivenciada por pais de criança com microcefalia por zika vírus tem ocasionado mudanças na estruturação familiar. As categorias que emergiram das falas dos informantes-chave foram: Reações e sentimentos dos pais frente a descoberta da microcefalia por zika vírus do filho, Elaboração do luto, Dinâmica familiar, Rede de apoio e Expectativas para o futuro. Considerações finais: Evidenciou-se que a experiência vivenciada pelos pais após o diagnóstico da microcefalia por zika vírus do filho perpassa por diversas fases, e a identificação destas pelos profissionais de saúde se torna imprescindível para acolher essas famílias e proporcionar melhor desenvolvimento para a criança.

Palavras-chave


Família; Microcefalia; Zika Vírus; Relações Familiares; Malformação Fetal

Texto completo:

PDF PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i4.1602

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Maíra Carvalho Oliveira, Sumaia Midlej Sá

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

A RPF foi indexada e/ou catalogada nas seguintes bases de dados:

                                                  

 

Revista Pesquisa em Fisioterapia | ISSN: 2238-2704

Site atualizado em 28/02/2018

Licença Creative Commons