EXERCÍCIO FÍSICO COMO TERAPIA NÃO FARMACOLÓGICA NO TRATAMENTO DA DISMENORREIA PRIMÁRIA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Autores

  • Joelma Regina de Assis da Silva Universidade Federal da Bahia
  • Taiane Sousa Regis Universidade Federal da Bahia
  • Ana Quênia Gomes da Silva Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i4.1573

Palavras-chave:

Dismenorreia, Exercício, Revisão

Resumo

Introdução: A dismenorreia primária é caracterizada como uma dor pélvica associada a outros sintomas. É uma queixa ginecológica frequente que pode ocasionar queda de rendimento e produtividade nas mulheres afetadas, sendo comumente tratada por automedicações apesar dos efeitos colaterais que esta prática pode desencadear. Objetivo: Analisar a eficácia dos exercícios físicos no tratamento da sintomatologia da dismenorreia primária. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo de revisão sistemática, conduzido conforme a metodologia PRISMA. Artigos classificados como ensaios clínicos randomizados controlados foram pesquisados nas bases de dados PEDro, PubMed, LILACS, SciELO, MEDLINE e CENTRAL. Os artigos foram avaliados quanto a sua qualidade metodológica através da escala PEDro. Resultados: Cinco artigos foram incluídos para análise com amostra total de 436 mulheres com sintomas dismenorreicos que foram submetidas ou não a um protocolo de exercícios físicos. O escore médio geral, resultante da avaliação da qualidade dos estudos, foi de 4,6. Todos os artigos avaliados apresentaram resultados benéficos advindos da prática de exercícios físicos no tratamento da dismenorreia primária, para pelo menos uma variável avaliada. Conclusão: Identificaram-se evidências de que a prática de exercícios físicos pode reduzir a sintomatologia associada á dismenorreia primária. sendo, portanto, passível de ser considerada como um tratamento eficaz em detrimento ao uso de fármacos. A elaboração de um instrumento de avaliação mais fiável e assertivo acerca da totalidade da sintomatologia relacionada á dismenorreia primária. é necessária para contribuir com a produção de estudos futuros padronizados que permitam uma análise e comparação de resultados de maneira mais consistente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joelma Regina de Assis da Silva, Universidade Federal da Bahia

Graduanda em Fisioterapia na Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, Bahia, Brasil.

Taiane Sousa Regis, Universidade Federal da Bahia

Graduanda em Fisioterapia na Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, Bahia, Brasil.

Ana Quênia Gomes da Silva, Universidade Federal da Bahia

Doutora em Fisiologia e Farmacologia. Professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, Bahia, Brasil.

Downloads

Publicado

2017-11-22

Como Citar

Silva, J. R. de A. da, Regis, T. S., & Silva, A. Q. G. da. (2017). EXERCÍCIO FÍSICO COMO TERAPIA NÃO FARMACOLÓGICA NO TRATAMENTO DA DISMENORREIA PRIMÁRIA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 7(4), 470–480. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i4.1573

Edição

Seção

Revisões de Literatura