FORÇA DE PREENSÃO MANUAL COMO INDICADOR DE FUNCIONALIDADE EM IDOSOS

Autores

  • Emmaiara Nascimento de Oliveira FAINOR
  • Kleyton Trindade dos Santos FAINOR
  • Luciana Araújo dos Reis Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Faculdade Independente do Nordeste

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i3.1509

Palavras-chave:

Idoso, Força muscular, Atividades cotidianas

Resumo

Introdução: A redução da força de preensão manual pode afetar a capacidade funcional (atividades básicas e instrumentais de vida diária), acarretar limitações funcionais e afetar a qualidade de vida. Objetivo: verificar a relação entre a força de preensão manual e a capacidade funcional dos idosos ativos participantes de grupos de convivência. Métodos: Trata-se de um recorte da pesquisa do tipo analítica com delineamento transversal e abordagem quantitativa, intitulada “Estudo dos parâmetros motores e fatores associados em idosos pertencentes a grupo de convivência”. A amostra foi composta por 82 idosos, todos responderam a um instrumento contendo avaliação cognitiva, dados sociodemográficos, condições de saúde, avaliação da capacidade funcional e força de preensão manual. As análises de dados foram realizadas através do software estatístico SPSS, versão 20.0, sendo que para verificar as associações entre as variáveis do estudo utilizou-se do Teste do Qui-quadrado de Pearson, com um nível de significância de 5%. Resultados: Foi possível verificar associação entre as variáveis dependente nas ABVD e a limitação na FPM (p=0,004) e entre dependente nas AIVD e a limitação na FPM (p=0,001). Conclusão: Diante dos resultados encontrados verificou-se que a Força de Preensão Manual nos idosos avaliados serve como indicador de funcionalidade, visto que os idosos que apresentaram dependência nas atividades básicas e instrumentais de vida diária apresentaram limitação da Força de Preensão Manual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emmaiara Nascimento de Oliveira, FAINOR

Fisioterapeuta, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Jequié, Bahia, Brasil.

Kleyton Trindade dos Santos, FAINOR

Graduada em Fisioterapia. Mestre em Enfermagem e Saúde. Docente da Faculdade Independente do Nordeste, Jequié, Bahia, Brasil.

Luciana Araújo dos Reis, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Faculdade Independente do Nordeste

Fisioterapeuta. Mestre e Doutora em Ciências da Saúde. Estágio Pós-doutoral em Saúde Coletiva. Docente Adjunta da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e Docente Titular da Faculdade Independente do Nordeste. Bahia, Bahia, Brasil.

Downloads

Publicado

2017-08-29

Como Citar

Oliveira, E. N. de, Santos, K. T. dos, & Reis, L. A. dos. (2017). FORÇA DE PREENSÃO MANUAL COMO INDICADOR DE FUNCIONALIDADE EM IDOSOS. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 7(3), 384–392. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i3.1509

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)