O USO DA TOXINA BOTULÍNICA NO TRATAMENTO DA ESPASTICIDADE APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i2.1242

Palavras-chave:

acidente vascular encefálico, fisioterapia, reabilitação

Resumo

A toxina botulínica é uma técnica farmacológica que traz efeitos benéficos ao paciente com espasticidade, como o ganho de amplitude de movimento e melhora da função dos membros afetados. O presente trabalho tem por objetivo descrever os métodos, efeitos, indicações e contraindicações do uso da toxina botulínica no tratamento da espasticidade após acidente vascular encefálico, ressaltando seus benefícios associados à fisioterapia. Foi realizada uma revisão de literatura narrativa por meio das seguintes bases de dados: Google acadêmico, Scielo, Pubmed e Bireme. Os descritores da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) utilizados foram: toxina botulínica, fisioterapia, acidente vascular encefálico e espasticidade; botulinum toxin, physiotherapy, stroke e spasticity. Como resultado, encontrou-se que o tratamento da espasticidade com a toxina botulínica tem maior êxito quando a administração segue alguns critérios, como: o ajuste da dose de acordo com a idade, com o peso, grau de espasticidade e musculatura administrada. A associação da toxina botulínica com a fisioterapia e outras técnicas de tratamento, também contribuem positivamente para os efeitos benéficos desta terapia. Os efeitos do uso da toxina botulínica no tratamento da espasticidade são evidenciados na Escala de Ashworth, e parecem potencializar o tratamento fisioterapêutico. No entanto, algumas contraindicações podem ser citadas, como: doenças neuromusculares, hipersensibilidade à toxina botulínica, gestantes e uso antibióticos. Desta forma conclui-se que a toxina botulínica pode ser usada em associação com a fisioterapia no tratamento da espasticidade de maneira segura, desde que sejam obedecidas as recomendações do uso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diogo Ramon Nascimento de Oliveira, Faculdade Maurício de Nassau

Fisioterapeuta, Graduando, Faculdade Maurício de Nassau, Natal/RN

Inajara Meireles Barbosa Paiva, Faculdade Maurício de Nassau

Fisioterapeuta, Graduanda, Faculdade Maurício de Nassau, Natal/RN

Renata Figueiredo Anomal, Faculdade Maurício de Nassau

Fisioterapeuta, Doutora, Professora da Faculdade Maurício

de Nassau, Natal/RN

Downloads

Publicado

2017-05-29

Como Citar

Oliveira, D. R. N. de, Paiva, I. M. B., & Anomal, R. F. (2017). O USO DA TOXINA BOTULÍNICA NO TRATAMENTO DA ESPASTICIDADE APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: UMA REVISÃO DE LITERATURA. Revista Pesquisa Em Fisioterapia, 7(2), 289–297. https://doi.org/10.17267/2238-2704rpf.v7i2.1242

Edição

Seção

Revisões de Literatura