O ACOLHIMENTO AO PACIENTE ALCOOLISTA NOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Salete Büll Pellegrini Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu
  • Jane Kelly Oliveira Friestino Professora da Pós Graduação em Educação Inclusiva. Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu
  • Denise Cuoghi de Carvalho Veríssimo Freitas Professora da Pós Graduação em Educação Inclusiva Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu.

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v5i1.779

Palavras-chave:

Acolhimento, Emergências, Alcoolismo, Saúde Mental

Resumo

Os serviços de urgência e emergência recebem pacientes de alta complexidade e com diversas situações de risco de vida, onde muitos fatores podem influenciar na qualidade da assistência prestada aos usuários. Este estudo teve por objetivo revisar a literatura acerca da aplicação do conceito de Acolhimento e suas contribuições frente à demanda específica do indivíduo alcoolista nos serviços de urgência e emergência. Foi realizada uma revisão integrativa da literatura no período de 2004 a 2014, nas seguintes bases de dados Medline, Lilacs, Bdenf e Scielo, com base nos descritores: acolhimento, emergência e álcool. O total de artigos encontrados nas bases de dados foi de 137 estudos, dentre os quais 28 atenderam aos critérios de inclusão. Após a leitura, apenas 09 compuseram a amostra final dos artigos de acordo com a pergunta norteadora do estudo. Foram constatadas 02 categorias que apontaram a contribuição do Acolhimento ao indivíduo alcoolista nos serviços de urgência e emergência: conhecimento do perfil do usuário dos serviços de urgência e emergência e o Acolhimento e o papel dos profissionais. Conclui-se que a utilização das premissas do Acolhimento em Saúde no atendimento aos indivíduos alcoolistas, deve basear-se no reconhecimento das especificidades e necessidades próprias aos diferentes perfis de usuários e no delineamento e a clareza do Acolhimento, para que os profissionais entendam-se como agentes transformadores da realidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Salete Büll Pellegrini, Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu

Enfermeira especialista em Dependência Química, Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu

Jane Kelly Oliveira Friestino, Professora da Pós Graduação em Educação Inclusiva. Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu

Enfermeira, Doutora e Mestre em Saúde Coletiva - Epidemiologia

Pós Graduação em Educação Inclusiva. Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu

Denise Cuoghi de Carvalho Veríssimo Freitas, Professora da Pós Graduação em Educação Inclusiva Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu.

Fisioterapeuta, Doutora em Ciências da Saúde, 

Pós Graduação em Educação Inclusiva. Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Campus Liceu

Downloads

Publicado

2016-08-26

Como Citar

Pellegrini, S. B., Oliveira Friestino, J. K., & Cuoghi de Carvalho Veríssimo Freitas, D. (2016). O ACOLHIMENTO AO PACIENTE ALCOOLISTA NOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA: REVISÃO INTEGRATIVA. Revista Enfermagem Contemporânea, 5(1). https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v5i1.779

Edição

Seção

Estudos de Revisão: Sistemática ou Integrativa (apenas)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)