CUIDADOS PALIATIVOS E MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES ONCOLÓGICOS

Autores

  • Aline Gisela Souza Tavares
  • Júlia Sousa Santos Nunes

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v4i1.465

Palavras-chave:

Cuidados paliativos, Câncer, Qualidade de Vida

Resumo

O câncer é uma doença crônica degenerativa de evolução progressiva, caracterizado por um crescimento anormal e/ou acelerado das células que sofrem diversas mutações durante o processo de mitose e meiose. O processo visto a partir dos cuidados paliativos vê, contempla, analisa, descreve, destaca, interage, determina e orienta, cada paciente individualmente com seus problemas e suas limitações. O presente estudo tem como objetivo geral identificar se os pacientes oncológicos receberam algum tipo de cuidado paliativo para alívio dos sintomas associados ao câncer. Quanto aos objetivos específicos, este visa verificar junto aos pacientes a presença de sinais e sintomas associados a patologia; avaliar se os sinais e sintomas apresentados causam algum tipo de limitação física; identificar o tipo de intervenção realizada pelos profissionais de saúde na presença dos sintomas apresentados e avaliar o impacto dos cuidados paliativos na qualidade de vida do paciente. A metodologia utilizada na pesquisa teve uma abordagem qualitativa, de natureza descritiva com caráter exploratório, onde os sujeitos da pesquisa foram 20 pacientes que estavam em acompanhamento na casa do Amor em Vitória da Conquista - BA. Os dados obtidos através do questionário foram agrupados por categorias, depois de quantificados foram tabulados e lançados em planilha, representados em forma de gráficos e discutidos por categorias. Os resultados evidenciaram que 80% da população em estudo referiu ter conhecimento sobre a doença oncológica em tratamento e apenas 20% apresentaram dúvidas sobre a doença e o tratamento e estas foram solucionadas pelos profissionais, obtendo 100% para o esclarecimento. Observa-se que dos entrevistados 35% possui limitação física, 40% disseram sentir dor, vômitos e náuseas e todos informaram ter recebido prescrição médica para alívio dos sintomas. E ainda 40% participantes da pesquisa informaram obter falta de apetite e 35% paciente disseram ter ansiedade. Os cuidados paliativos não é uma tarefa fácil, mas requer atenção a pequenos detalhes como o conhecimento específico, cuidados de forma integral, apoio psicológico, orientação com esclarecimento de duvidas e apoio familiar

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Gisela Souza Tavares

Graduanda em enfermagem pela Faculdade Independe do Nordeste.

Júlia Sousa Santos Nunes

Enfermeira, graduada pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia- UESB, pós-graduada em Obstetrícia (UESC) e Auditoria do Sistema de Saúde (UNESA) com mestre em Saúde Coletiva- Gestão de Saúde(UFBA).

Downloads

Publicado

2015-08-28

Como Citar

Souza Tavares, A. G., & Sousa Santos Nunes, J. (2015). CUIDADOS PALIATIVOS E MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES ONCOLÓGICOS. Revista Enfermagem Contemporânea, 4(1). https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v4i1.465

Edição

Seção

Artigos Originais