Percepção da equipe multiprofissional: um cuidado necessário a pessoa com obesidade na unidade de terapia intensiva

Autores

  • Luciara Fabiane Sebold Universidade Federal de Santa Catarina (Florionópolis). Santa Catarina, Brasil.
  • Juliana Balbinot Reis Girondi Universidade Federal de Santa Catarina (Florionópolis). Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0271-259X
  • Lúcia Nazareth Amante Universidade Federal de Santa Catarina (Florionópolis). Santa Catarina, Brasil.
  • Bruna Machado Pardal Universidade Federal de Santa Catarina (Florionópolis). Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-6410-3613
  • Thainá de Souza Kagaochi Universidade Federal de Santa Catarina (Florionópolis). Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4033-8316
  • Bárbara Mohr da Silveira Universidade Federal de Santa Catarina (Florionópolis). Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4428-5346

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i2.4022

Palavras-chave:

Obesidade, Unidade de Terapia Intensiva, Equipe de Assistência ao Paciente, Percepção.

Resumo

OBJETIVO: Conhecer a percepção da equipe multiprofissional sobre o cuidado à pessoa com obesidade em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). MÉTODO: Estudo exploratório e descritivo, com abordagem qualitativa, desenvolvido em uma UTI do sul do Brasil, com 14 profissionais da equipe de saúde. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, entre junho e setembro de 2018, e a análise se deu por meio da análise de conteúdo de Bardin. RESULTADOS: Após análise das informações coletadas dos relatos dos participantes, emergiram quatro categorias: Dificuldades para a realização do cuidado; Cuidados Específicos; Gestão do cuidado: Equipe de Trabalho; Sentimentos e reações diante do cuidado às pessoas com obesidade. A equipe de saúde percebe algumas dificuldades para a realização do cuidado, mas que alguns são especiais, a gestão do cuidado está pautada na equipe de trabalho e no contexto ético. CONCLUSÕES: Os cuidados prestados pela equipe de saúde à pessoa com obesidade são realizados mesmo diante das adversidades relacionadas aos materiais, equipamentos, número de profissionais e questões éticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

World Obesity Federation. About Obesity [Internet]. England: World Obesity; 2018. [cited 2020 Aug. 11]. Available from: https://www.worldobesity.org/about/about-obesity

World Health Organization. Obesity: Preventing And Managing The Global Epidemic: report of a WHO consultation [Internet]. Geneve: WHO; 2000. [cited 2020 Aug. 11]. Available from: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/42330/1/WHO_TRS_894.pdf?ua=1&ua=1

Ministério da Saúde (Brazil), Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamente do Análise em Saúde e Vigilância de Doenças não transmissíveis. Vigitel Brasil 2019: Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020. [cited 2020 Aug 11]. Available from: http://www.crn1.org.br/wp-content/uploads/2020/04/vigitel-brasil-2019-vigilancia-fatores-risco.pdf?x53725

Goulart LL, Sousa FCA, Sueko VZS, Yamaguchi IW. Nursing workload related to the body mass index of critical patients. Acta Paul Enferm. 2017;30(1):31-8. https://doi.org/10.1590/1982-0194201700006

Patel JJ, Rosenthal MD, Miller KR, Codner P, Kiraly L, Martindale RG. The Critical Care Obesity Paradox and Implications for Nutrition Support. Curr. Gastroenterol. Rep. 2016;18:45. https://doi.org/10.1007/s11894-016-0519-8

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem: Avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 7ª ed. Porto Alegre: Artmed Editora.

Bardin L. Análise de conteúdo. Coimbra: Edições 70; 2011.

Meireles AB, Lima TO, Jesus ALS, Andrade EGS. Difficulties not care for the patient obese. Rev Inic Cient e Ext. [Internet]. 2018;1(4):328-33. Available from: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/113/75

Rodrigues IL, Camponogara S, Soares SGA, Beck CLC, Santos TM. Difficulties and facilities in intensive care work: a nursing staff’s perspective. R. pesq. cuid. fundam. online. 2016;8(3):4757-65. https://doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i3.4757-4765

Portaria SAS/MS Nº 390, de 06 de julho de 2005 (Brazil). Institui diretrizes para a Atenção ao Paciente Portador de Obesidade. [Internet]. Available from: https://www.saude.mg.gov.br/images/documentos/portaria_0390.pdf

Siqueira VRB, Vasconcelos WPC, Santos GM, Oliveira GKS. Contributions of the Technology for Nursing Assistance of the Intensive Care Unit. Revista Sustinere. 2019;7(1):19-31. https://doi.org/10.12957/sustinere.2019.40086

Pereira MCC, Castro SFF, Brito ES, Carvalho NV, Lopes DV, Pinheiro, JD, et al. Nurse's knowledge and practices in the intensive care unit. Revi Enferm UFPE on line. 2019;13(1):70-8. https://doi.org/10.5205/1981-8963-v13i1a234842p70-78-2019

Tapsell LC, Lonergan M, Batterham MJ, Neale EP, Martin A, Thorne R, et al. Effect of interdisciplinary care on weight loss: a randomised controlled trial. BMJ Open. 2017;7(7):e014533. http://dx.doi.org/10.1136/bmjopen-2016-014533

Alves LCBE, Thommen LP, Gomes CM, Oliveira VRC. Knowledge of academic of health about the physiotherapist performance in intensive therapy units. RBMC. 2019;5(13). https://doi.org/10.36414/rbmc.v5i13.17

Mazzoni AAS. Caracterização das intervenções de Fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva adulto: uma proposta de classificação [dissertação]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo; 2019 https://doi.org/10.11606/D.22.2019.tde-22102019-194245

Silva RCD, Rosa ACA, Fiuza NO, Machado LCS, Lovatto V, Veneziano LSN, et al. Effects of respiratory physiotherapy on the post-operatory of bariatric surgery. RECIFAQUI [Internet]. 2020;1(10):1-23. Available from: http://recifaqui.faqui.edu.br/index.php/recifaqui/article/view/7

Stefanello RB, Prazeres SM, Santos FS, Mancia JR, Leal SMC. Characterization of patients with skin wounds hospitalized on clinical/surgical inpatient units. Enferm Foco [Internet]. 2020;11(2):105-11. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/3294/796

Barbosa TP, Beccaria LM, Poletti NAA. Pressure ulcer risk assessment in intensive care unit: preventive nursing care. Revista Enfermagem UERJ [Internet]. 2014;22(3):353-8. Available from: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/13724

Moro JV, Caliri MH Larcher. Pressure ulcer after hospital discharge and home care. Esc. Anna Nery [Internet]. 2016;20(3):e20160058. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452016000300203&lng=pt

Mendonça PK, Loureiro MDR, Frota OP, Souza AS. Prevention of pressure injuries: actions prescribed by intensive care unit nurses. Texto contexto - enferm. 2018;27(4):e4610017. http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072018004610017

Maciel DO, Freitas KO, Santos BR, Torres RSC, Reis DST, Vasconselos EV. Perceptions of adult patients about the intensive therapy unit. Enferm Foco [Internet]. 2020;11(1):147-52. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2071/720

Mercês MO, Carvalho BF, Silva DR, Passos SC. Family welcoming in the intensive therapy unit. Rev Enf Contemp. 2019;8(2):182-9 https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v8i2.2534

Publicado

2021-09-29

Como Citar

Sebold, L. F., Girondi, J. B. R., Amante, L. N., Pardal, B. M., Kagaochi, T. de S., & Silveira, B. M. da. (2021). Percepção da equipe multiprofissional: um cuidado necessário a pessoa com obesidade na unidade de terapia intensiva . Revista Enfermagem Contemporânea, 10(2), 298–305. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i2.4022

Edição

Seção

Artigos Originais