Adesão à terapêutica anti-hipertensiva: revisão integrativa

Autores

  • Beatriz Lisbôa de Carvalho Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Cátia Suely Palmeira Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Gilmara Ribeiro Santos Rodrigues Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
  • Tassia Teles Santana de Macedo Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

DOI:

https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i1.2881

Palavras-chave:

Hipertensão arterial. Adesão ao tratamento. Anti-hipertensivos.

Resumo

OBJETIVO: Descrever os fatores associados à adesão ao tratamento medicamentoso da hipertensão arterial sistêmica em população adulta brasileira. MÉTODO: Revisão integrativa de literatura de artigos completos disponíveis na base de dados de Enfermagem (BDENF) e bibliotecas eletrônicas online, Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (SciELO), Scientific Electronic Library Online (LILACS), Os critérios de inclusão foram: artigos originais, pesquisa realizada com população adulta brasileira, publicações nos idiomas português, inglês ou espanhol no período de 2009 a 2019, resultando em 24 artigos. RESULTADOS: Observou-se predominância de pesquisas descritiva com abordagem quantitativa, publicadas nos anos de 2012 e 2014.  Dos artigos analisados emergiram as seguintes categorias temáticas: fatores associados à adesão relacionada às características da pessoa; fatores associados à adesão relacionada à doença e terapêutica; fatores associados à adesão relacionada ao serviço e equipe de saúde. Entre os fatores intervenientes mais apontados foram, esquecimento, indisponibilidade do medicamento e esquema terapêutico complexo.  CONCLUSÃO: Os dados evidenciaram que os fatores que interferem na adesão relacionada ao uso de anti-hipertensivos são demasiadamente abrangentes e multifatoriais, demandando abordagem multiprofissional e individualizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Lisbôa de Carvalho, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Graduanda em Enfermagem da Faculdade Baiana de Medicina e Saúde Pública. Salvador, Bahia, Brasil.

 

Cátia Suely Palmeira, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora da Faculdade Baiana de Medicina e Saúde Pública. Salvador, Bahia, Brasil.

 

Gilmara Ribeiro Santos Rodrigues, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora da Faculdade Baiana de Medicina e Saúde Pública. Salvador, Bahia, Brasil.

 

Tassia Teles Santana de Macedo, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora da Faculdade Baiana de Medicina e Saúde Pública. Salvador, Bahia, Brasil.

 


Downloads

Publicado

2020-11-17

Como Citar

Lisbôa de Carvalho, B., Palmeira, C. S., Ribeiro Santos Rodrigues, G., & Teles Santana de Macedo, T. (2020). Adesão à terapêutica anti-hipertensiva: revisão integrativa. Revista Enfermagem Contemporânea, 10(1), 143–157. https://doi.org/10.17267/2317-3378rec.v10i1.2881

Edição

Seção

Estudos de Revisão: Sistemática ou Integrativa (apenas)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)